segunda-feira, 26 de maio de 2014

Técnica X Interpretação

Tava futricando o youtube e fui assistir o último vídeo da Esmeralda, Fala Esme!, e simplesmente AMEEEEEEEEEEEEEEI o tema, concordo com tuuuuudo que ela falou! É um vídeo pra assistir uma vez e você leva um susto com tanta informação e verdades ditas, na segunda você começa a processar, na terceira, na quarta, quem sabe na quinta você entende realmente o que ela quis falar e é a mais pura verdade! 
Não podemos sair engolindo tudo o que nos dizem, e dizer "amém" a tudo que falam, parem... respirem... filtrem... pesquisem... procurem... antes de aceitar aquilo como verdade pra você, não é ser chata mas é ter personalidade, é ter opinião e cabeça. 
E existem coisas que ela cita aqui que, infelizmente, são tristes realidades! 
Sugiro a vocês, como eu também vou fazer, para e analisar nossas danças, aulas, qual o feedback realmente é verdadeiro e te trará coisas boas pra tua dança? O que te desafia? O que você pode melhorar? Esquece essa coisa do "arrasoooooooooooooou!" (eu, particularmente, odeio isso e acho super falso! #prontofalei!) e até que ponto esse "arrasou" é verdadeiro?! Não é pra você achar que o mundo conspira contra vocês e todos te invejam, NÃO É ISSO! Analise o que lhe foi dito, se assista dançando com o senso crítico ligadinho lá, veja o que você vacilou, o que você pode melhorar, o que pode ser feito na sua dança, isso faz a diferença na dança!


sexta-feira, 9 de maio de 2014

Valorização e Respeito


Já tô pra escrever esse post tem algum tempo pois é algo que, INFELIZMENTE, eu vejo acontecer com uma boa frequência e isso aconteceu comigo há pouquíssimo tempo
O que vocês acham que sua professora é? Fada? Diva? Inspiração? Quer ser igual a ela quando crescer? 
Mas, por um acaso, você sabia que ela TAMBÉM, IGUAL A VOCÊ, ela tem contas a pagar?! Que ela tem obrigações, que mesmo que ela ame com todo coração o que ela faz é o TRABALHO DELA, você sabia disso?!
Por um acaso você quer deixar de receber seu salário porque você tá trabalhando pra um "brother", uma "amiga"? Como você vai explicar isso para os credores?! "Ah, tô sem dinheiro pois ela não pagou a aula porque é minha amiga!". Quem quer trabalhar de graça?
Gente! Isso é falta de respeito para com o profissional que vocês dizem respeitar e admirar! Como vocês acham que a gente vive? Muitas de nós vivemos da dança, das aulas principalmente, e somos recebemos por alunas... ou seja, se temos 10 alunas receberemos uma porcentagem da mensalidade equivalente a essas 10 alunas que temos, NÃO É MUITO!
Acho incrível a cara de pau de ex-alunas que voltam querendo fazer mil aulas experimentais com você, ou com você e com todas as outras professoras da escola, e isso quando não quer repetir mais vezes para ter certeza de que é aquela professora mesmo que você gostou... querida, aula experimental se faz somente UMA VEZ quando você NÃO CONHECE a professora, após isso se PAGA aula experimental, e não importa se você fez aula com a professora há meses atrás e agora quer voltar, você sabe como funciona, sabe como é a aula e a metodologia, o que terá de diferente?!Somente as técnicas ensinada e NADA MAIS! Ou seja, PAGA DO MESMO JEITO! 
E não tem isso de "vou pagar pra ela não ficar chateada! Vou pagar pra ela não ficar triste! Vou pagar pra ela ficar feliz!", não é um favor que você está fazendo pra professora, já que você quer o serviço que a professora está oferecendo (que no caso é a aula, sim a aula é um serviço prestado!) você tem que pagar!
Você não vai querer deixar de receber seu salário! Ou alguém quer?! Por favor, se apresente!
Outra coisa, vocês não querem aprender a dançar direito? Não querem novidades na aula? Não querem aprender coisas novas? Não querem músicas novas em sala de aula? E como a professora pode investir nisso sendo que não tem pagamento pois você não paga a mensalidade que deve?! A dança do ventre é uma dança CARA, os workshops são caros, CDs são difíceis de encontrar e são caros, os DVDs então nem se falam, não dá pra estudar só pelo Youtube NÃO MESMO!

Então, antes de tentar dar uma de "espertinha", porque na minha opinião é falta de caráter e vergonha na cara mesmo, coloque-se no lugar da sua professora e pense se você quer trabalhar sem receber o seu salário no final do mês, ok?! Já que você a respeita tanto e a admira muito, por que você faz isso?

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Maquiagem


Um vídeo legal pra quem não entende bem de maquiagem, pra quem não entende nada de maquiagem, pra quem tem dúvidas, enfim pra ajudar as meninas num todo e dar um rumo pro seu kit de maquiagem, coisa de extrema importância na dança do ventre. Até mesmo para quem quer começar a usar maquiagem no dia a dia entra na loja e não sabe o que comprar.


segunda-feira, 10 de março de 2014

Tempo perdido...

Uma amiga minha postou no face dela sobre um outro blog, estrangeiro, aonde uma mulher fala sobre as estrangeiras que dançam dança do ventre e começamos a conversar sobre o assunto, eu e minha amiga, sobre a superficialidade em alguns aspectos e é algo muito tenso.
Dei a minha opinião a ela, e ela concordou, e para mim e o que eu vejo que poucas, mas realmente poucas, se preocupam em estudar e saber os porquês das coisas, dos gestos, das roupas, a história, pois não é só a parte técnica é o dia-a-dia de um povo, seus costumes, seus hábitos, e por aí vai... não é pra virar uma experta em história do Oriente Médio mas o mínimo é obrigatório. E aí entramos num outro detalhe que muito delicado,a galerosa hoje em dia praticamente não assiste mais a árabe dançando, a mulher egípcia, a mulher libanesa, mas sabem de cor as coreografias das russas, ucranianas, americanas, argentinas, brasileiras, gente... como assim?!
Sabe por que essas russas e ucranianas estão se dando tão bem no mercado da dança do ventre? Porque elas vão pro Egito pra estudar! Simples! 
Eu sei que falarão "aaaah, mas é mais barato por isso elas podem ir sempre!", eu sei muitíssimo bem quanto custa uma viagem pra fora do país e não é tão absurda assim não como é comprovado que viajar para Nova Iorque é mais barato que ir pra Fortaleza, e daí?!
Percebi a diferença quando comecei a fazer aulas com egípcios e são os detalhes, os porquês que fazem toda diferença na dança, e te abrem um mundo de oportunidades! Como que bailarina profissional nunca ouviu falar da Golden Era da dança do ventre? COMO? Samia Gamal? Naima Akef? Taheya Karioka? Hind Rostom? Nabaweya Moustafa? E tantas outras antigas, e também tem as não tão antigas, Souher Zaki? Fifi Abdo? Nagwa Fouad? 
Não precisa estuda-las a fio, não precisa seguir o estilo antigo, mas CONHEÇA!!! É IMPORTANTE! 
As bailarinas atuais estudam, conhecem, se inspiram nas antigas, sabiam?! Nem tudo elas criam, apenas reinventam... que nem o famosíssimo braço que a Randa Kamel faz e todo mundo copia, sabiam que ela adaptou ao estilo dela os braços da Nagwa Fouad?! E aí?!
Então, gente vamos abrir um pouco mais a cabeça e vamos pensar tá!
Temos a maravilhosa chance de termos o conhecimento perto da gente, através da internet, então vamos usa-la ao nosso favor em vez de comentar se a calcinha de Fulana apareceu no vídeo, se Beltrana está gorda demais para dançar em lugar Y ou X, se Sicrana tá dando ou não aula, qual é o namorado da outra e por aí vai... trazer coisas construtivas e gastar o tempo de forma produtiva, pois enquanto você fofoca a pessoa de quem você está falando mal tá estudando e crescendo e você parada.
Outra coisa importante, até comentei com essa minha amiga tenho vários, mas vários mesmo, posts sobre técnicas de dança e tudo mais, mas sabem qual é o post mais visualizado?! O que eu falava sobre a Shakira não ser bailarina de dança do ventre, realmente isso é mais importante do que os posts sobre técnica?!
Tem certeza?!


Nabaweya Moustafa

Naima Akef

Hind Rostom

Taheya Karioca

Samia Gamal

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Cada corpo um templo...


É uma problema que eu mais vejo acontecendo em sala de aula, seja na época que eu estava em sala como aluna seja agora como professora são as comparações.
NÃO ADIANTA se comparar a colega, NÃO ADIANTA! Tenho duas alunas, gêmeas idênticas, e a dança delas são completamente diferentes, uma delas a mais reservada tem facilidade para os sinuosos e a mais extrovertida tem mais facilidade para breaks e batidas e são gêmeas, e te pergunto e agora?!
Você não sabe o que se passa e o que se passou na vida da outra pessoa, se ela fez dança, se ela dançava em casa sozinha, se ela treina em casa, o quanto ela se esforça e a personalidade dela, então como você vai se comparar?!
É um pecado isso! Pegue como exemplo a outra pessoa e não querer ser igual, pense apenas em se superar, em vencer os seus obstáculos e dificuldades e não querer ser uma cópia do outro pois cópia é cópia, e é como diz aquele comercial "seja o que for, seja original" e será sempre assim... ou por acaso você quer ser conhecido como "mini-fulana"?! Ou "cópia de Beltrana"?
Além do que, você sofre pra fazer o camelo invertido (ou ondulação inversa/contrária) e a colega do lado faz na maior facilidade do mundo, mas você faz na maior facilidade do mundo o camelo (ondulação) e a sua colega do lado pena horrores pra fazer, e como você pode se comparar?!
Pra quê criar, mesmo que seja na sua mente, aquele clima pesado de competição? Se for pra criar que seja saudável e pra si mesma de modo a fazer com que você se supere e apenas isso!
Perdemos bailarinas fantásticas que querem ser igual a X,Y,Z, e /ou fica aquele clima pesado no ambiente por conta de competições ridículas e sem sentido.
Então repense nas suas atitudes, reveja suas dificuldades e FACILIDADES, veja se você está treinando e quanto está treinando, pois nem que seja um tremido enquanto ensaboa o cabelo, o oito pra cima (ou oito egípcio) enquanto coloca o brinco, e por aí vai fazem TODA diferença na dança!

domingo, 9 de fevereiro de 2014

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Baladi

Munira! Ah, ADORO! Fiz pouquíssimas aulas com ela (infelizmente, snif!) e sou completamente apaixonada pelas aulas, pela didática, pela atenção com as alunas, e por querer ensinar de verdade... se eu com menos de 5 aulas tive essa impressão dela, aprendi muito com ela, imagine as meninas que tem a oportunidade de fazer aulas com ela!
Tá, agora vamos falar de técnica! Eu comprei os dois DVDs da Munira, feito pela Shimmie, sobre Said e Baladi e eu gostei muito (repetirei o que eu digo para minhas alunas, se eu falo que um CD/DVD/Figurino é bom, é porque eu REALMENTE penso aquilo e não ganho NADA por expressar minha opinião!), e vou falar sobre o DVD de Baladi.
O DVD de Baladi é legal pois primeiramente ela explica sobre como funciona a música Baladi, as "regrinhas", e vem a parte técnica e põe técnica nisso! Muitas variações, trabalhos de quadril, dicas, sugestões, sobre básico egípcio, redondos, oitos, deslocamentos, posicionamento de tronco e braços.
Eu, particularmente, adoro a parte dos sinuosos que lhe garante horas e horas de estudo e muito treino na frente da TV (ou do notebook), movimentos simples e movimentos mais rebuscados, e até combinações dos mesmos. E o bom que faz a gente sair do basicão (oito pra cima/baixo/frente/trás) não que não iremos usa-los na dança, CLARO QUE VAMOS, mas deixar a dança um pouco mais interessante, pro público (leigos e bailarinas) não entenderem o "ziriguidum" que você fez lá no meio da música.
Outra parte que eu achei bem legal são os deslocamentos, porque vamos combinar arabesque estilo balé no meio de um baladi?! Valsinha/Chassê no meio de um baladi?! Não rola! Não rola mesmo! E teve um tempo, até pouco tempo atrás, que tava acontecendo demais isso!
Quadril, gente, quadril!!!


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Bailarina Estudo - Kahina

Sabe o que eu acho legal nesse vídeo? A Kahina estava como bailarina convidada na Itália e "ninguém" a conhecia então ela não teve aquele tipo de recepção que tem quando entra num palco aqui no Brasil e nem como se tivesse sido uma bailarina italiana, mas ela conseguiu conquistar o pública e mostrar porque ela era a bailarina convidada.
Gostei de uma combinação que ela fez, 1:16, aonde tem TAK-TAK-TAK e um rush, e ela lê fazendo souher direita, souher esquerda, encaixe cóccix e volta o quadril na posição normal e treme, simples porém limpo e lindo.
Também achei super diferente esse super oito pra baixo que a Kahina faz em 3:18, e o tremido com ondulação abdominal quando o rush fica mais lento o efeito ficou lindíssimo em 5:58.


segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Post de aulas no facebook

Uma coisa que eu tenho notado bastante são os vídeos de aulas, turmas regulares, que as bailarinas do Brasil inteiro tem feito nas últimas semana e é muito legal, observamos estilos, leituras diferentes, a animação das alunas em sala de aula, didática e tudo mais.
Não sei quem começou com essa moda, mas é interessante de se ver seja como aluna e como professora pois até os grandes nomes da dança do ventre aqui no Brasil entraram nessa.
Como profissional é uma ótima maneira de você despertar o interesse das pessoas para sua aula, pro seu trabalho, através desses vídeos e conseguir novas alunas, novos contatos, criar a curiosidade para saber como é a sua aula mesmo, como é fazer parte dela, e que não é esse bicho de 7 cabeças como alguns pensam. Pra quê usar só os cartazes se podemos mostrar um pouquinho como a aula é?! CLARO QUE SIM!
Acredito que seja uma ótima maneira de divulgar seu trabalho SIM!
Mas, cuidado meninas com as aulas que vocês assistem por aí pois tem alguns vídeos que não merecem serem assistidos, pois vocês realmente podem se machucar e arranjar sérios problemas de saúde, então cuidado!

Um exemplo desses vídeos de aula que vale a pena assistir!

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Diferença na dança

Esse post não é próprio pra falar de folclore em si, mas a diferença que há entre o folclore e o raqs sharki. No DVD da Raqia Hassan vol. 11 achei bem bacana a proposta dela que é ela e outras duas bailarinas, já senhoras também, mas de estilos bem diferentes sendo uma (blusa vermelha) do Reda Troupe e a outra faz o estilo ghawazze, então vemos a diferença em intensidade, em efeito, tamanho, em leitura, e na própria forma de usar o quadril, é interessantíssimo!!!
Pena que esse vídeo no youtube é tão curtinho, a Raqia também comenta sobre as acentuações que as outras duas bailarinas fazem, ou pede pra elas comentarem e explicarem como elas fazem (lembrando que a Raqia Hassan também já fez parte do Reda Troupe para quem não sabe!). Até o ritmo muda dependendo do passo, por exemplo quando elas vão trabalhar ombros a ghawazze fica com o RUSH e a do Reda Troupe faz com MAKSOUM, e essa é apenas uma das diferenças entre elas que já começa pelo ritmo, e mais a frente no DVD a bailarina ghawazze dança e é liiiiiiiiiindo, tem um quadril divino e apaixonante!
Super recomendo!


Maquiagem árabe

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Bailarina estudo - Kahina

JOUMANA! Simplesmente amo essa música, perfeita!
Eu adorei a leitura da Kahina no minuto 4:41 aonde tem esse kanoun "cantando" e que todo mundo lê, e ela lê a marcação lá no fundo com souher e ficou lindo e se desloca com um tremido na meia ponta bem levinho e delicado, achei divino!
E que expressão é aquela em 4:50?! Linda e forte!
Em 5:56 ela de novo sai da leitura convencional e lê a base da música, percussão, 

domingo, 26 de janeiro de 2014

Dançando em casa - Leitura Musical

A Elis Pinheiro, bailarina brasileira que há alguns anos mora na Inglaterra, e tem um canal no youtube muito legal com apresentações dela além de vídeos de aula com sequências maravilhosas e com muuuuuuuita coisa para se estudar.
Eu tenho uma sequência preferida que é de um workshop que aconteceu aqui no Brasil, em São Paulo, em 2012. Acho uma leitura sensacional, ímpar e me fez escutar essa música de outra forma, e é isso que eu acho legal em algumas bailarinas o "escutar a música diferente", sair daquela leitura que todas fazem, a fórmulazinha que todo mundo usa e é justamente aí que a bailarina cresce!



sábado, 25 de janeiro de 2014

Baladi

Rodando os vídeos na internet acabei encontrando esse vídeo didático, que mesmo que seja em inglês dá pra entender tranquilamente porque ele fala de uma forma muito clara, e ele explica passo a passo dos ritmos, e até aonde "bater" no derbake.
Esse vídeo ajuda desde alunas iniciantes até para as meninas do avançando se tiverem alguma dúvida, que eu sei que rola mesmo. E uma coisa que eu AMEI nesse vídeo é que ele coloca uma legenda, como o ritmo está sendo tocado, no canto direito inferior do vídeo o que nos auxilia muito.
Esperem que vocês gostem desse verdadeiro achado!



sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Maquiagem

Amei o efeito dessa maquiagem, simplesmente perfeita pra palco, baladas, e tudo mais! 


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Bailarina estudo: KAHINA


KAHINA


Acredito que seja uma das bailarinas mais queridas e mais conhecidas do Brasil!
Foi a primeira bailarina com quem eu fiz workshop e me lembro de ficar encantada e concentradíssima no que ela dizia e pensava que queria ser igual a ela "quando crescer", me inspirou muito. Também é conhecida por seu quadril com uma técnica apuradíssima e seu carisma ao dançar arrancando gritos do público. Outra marca famosa da Kahina é sua formação em ballet, seus giros, postura, meia ponta, braços, inconfundíveis.
Mas vamos lá pra parte técnica...
Eu adorei uma combinação que a Kahina fez logo no começo, 0:50, quando a Kahina segura o véu atrás do corpo e do lado esquerdo ela faz um meio outro para baixo (ou oito maia) e abaixa para dar mais ênfase, mas do outro lado (direito) ela sobe com um oito para cima (oito egípcio), eu achei essa combinação LINDA e simples! E que cambrèe (4:00) é aquele?! Divino! Mas meninas, por favor, alonguem, treinem com algum professor e não tentem fazer assim na louca em casa, viu?!
Leitura maravilhosa nesse vídeo, gostei muito!




segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Workshops e Estudos

Então vamos falar sobre 2014, ele mal começou e já tá dando o que falar com esses inúmeros workshops por todo país. No final de 2013 ocorreu um verdadeiro "boom" de banners de divulgação com os workshops que estão previstos para 2014, mas sabe o quê realmente me choca? É colocarem um workshop perto do outro pra "fazer concorrência" e ver "qual é o melhor" e lhes pergunto o que esse ser ganha fazendo essa burrada?! Porque o evento do outro pode ser beeeeeeeeeeem melhor que o seu e você ser o único prejudicado nessa história toda, e aí?!
Porque a bailarina convidada irá receber o dela normalmente, ou você terá que cancelar com ela que é uma situação horrível, acreditem eu já passei por isso de ter de cancelar por falta de público mas não porque eu tentei sacanear alguém mas me sacanearam, e isso é uma coisa que eu não vou entrar e discutir aqui.
O Brasil ter bailarinas internacionais dando workshops aqui é maravilhoso de verdade e espero que as pessoas façam, porque eu vejo muuita gente se limitando a estudar apenas por youtube e basta, "não precisa comprar DVDs e muito menos pagar aulas, pra que gastar dinheiro?!" e tem TANTA COISA, mas TANTA COISA, que você aprende SOMENTE em sala de aula! Não basta ter talento, não basta ter facilidade em pegar os movimentos se você não estudar, dedicar, e querer fazer aquilo bem feito. 
A respeito da disciplina e dedicação eu respeito e muito as ucranianas e russas, as europeias e americanas também, mas por conta do balé a disciplina delas é rigorosíssima e é pra vida então elas levam os estudos muito a sério e percebe-se pois são as bailarinas que estão bombando no mundo a fora, vão lá pro Egito se matam de fazer aulas e quando voltam se matam de estudar e FUNCIONA! Tá aí! Tão fazendo sucesso, todo mundo conhece, todo mundo já viu pelo menos um vídeo, sei até de bailarinas famosíssimas aqui no Brasil que estão estudando essas russas e ucranianas dá pra ver nas apresentações, nas movimentações, na leitura, enfim... Vamos lá, vamos estudar!



domingo, 19 de janeiro de 2014

Estou de volta!

Agora é definitivo! 
Voltando a ativa com o blog, consegui organizar meu tempo e também sentia muuuuuuuuita saudades de escrever, de estudar com vocês. 
Apareceram oportunidades, desafios, e tantas outras coisas que me afastaram do blog durante esse período, atualizarei ele aos poucos mas agora em 2014 ele terá um novo formato, aceito e quero ouvir opiniões e sugestões de vocês pois amo um feedback e acho que isso nos acrescenta demais!
Vamos falar sobre a dança do ventre aqui e no mundo, sobre os workshops, aulas, shows, ritmos, folclores, figurinos, mas nada relacionado a fofocas, brigas e disse-me-disse. 
Também falar sobre outros estilos de dança tanto para nos inspirar, pois acho super válidos e existem coisas maravilhosas em outros estilos de dança, e vamos crescer juntas! 


VAMOS DANÇAR!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...