sábado, 27 de julho de 2013

Apresentação de Said com casal

Conheci o canal da bailarina Yael graças a uma colega minha do meio da dança que me enviou, um vídeo dela dançando no festival da Raqia Hassan, e adorei não só esse vídeo mas como outros também.
O Mohamed Shahin, infelizmente, só o conheço através de DVDs. Sei que ele esteve no Brasil no ano passado mas infelizmente não pude ir, porém escutei coisas muito boas com relação as suas aulas e técnicas, mas bora lá sobre o vídeo!
Primeiro é que não é um cd e sim uma orquestra tocando pra eles, só isso já é oooouuuuutra história! Outra coisa que eu AMEI é que eles fazem quase que a maior parte os mesmo movimentos e podemos ver o lado masculino, mais guerra, mais forte, mais bruto, e o lado feminino aonde a dança ganha as ondulações, a suavidade, a delicadeza mesmo que tenham momentos de "ataque" com o bastão, aonde acontecem simulações de ataques feitos com o bastão.
Não me perguntem porque eles agacharam e fingiram estar com uma arma ou coisa do tipo, não sei!
Outra coisa que eu reparei que lá fora eles não pulam como fazemos nas coreografias aqui são mais marcações do que propriamente pulos, e essas marcações são bem fortes, bem evidentes.


domingo, 7 de julho de 2013

Sequência de Música Moderna com Aziza Mor

Tive a oportunidade de fazer cursos semestrais com a Aziza Mor e simplesmente amo de paixão! Técnica impecável, didática ímpar, paciente, corrige, enfim excelente professora.
Adorei esse início da música, principalmente, pela leitura dela que está na batida da música na minha opinião deu outra visão a música, ficou com outra cara, deixou diferente e sem contar que essa sequência está toda charmosa.
E outra coisa bastante legal nessa sequência da Aziza que tem muuuuuuuito quadril e vários deles são passos bastante utilizados nas danças, são "básicos", mas a forma como ela os colocou nessa coreografia que ficou interessantíssima, a combinação da sequência.
Então pra esse dançando em casa eu destacaria muito mais a leitura e as combinações de passos que a bailarina Aziza Mor executou.



segunda-feira, 1 de julho de 2013

Talento X Estudo

Estava conversando com uma amiga minha nesses dias sobre talento.
Ter talento realmente é uma benção, mas requer estudos também! Mas por quê isso? Me deparei há um tempinho atrás, mas isso já vi acontecer outras vezes, sobre meninas que são boas, pegam a técnica relativamente rápido e são passadas de nível muito rápido, pulam etapas nos estudos e acabam por ir para o avançado com os seus estudos defeituosos, com vícios, sem saber sobre várias coisas e depois as mesmas ou correm atrás do prejuízo (poucas fazem) e outras se deixam levar pelo "arrasou!" mesmo quando este não é sincero, mesmo quando você tem coisas pra melhorar e a pessoa não diz.
E como professora, as aulas que eu dou, e como aluna, nos workshops em que eu participo,  eu vejo muitas meninas que tem facilidade de pegar técnica fazerem uma ou duas vezes a técnica e veem que o passo saiu param, começam a conversar, acham fácil e pronto, mas mesmo que o passo tenha saído não significa que ele está pronto, precisa-se estudar, ver como funciona, deixar ele fluído, ver como ele fica no teu corpo, até mesmo se você vai querer ele no seu repertório de dança ou não. Não é simplesmente "ah, consigo!" e pronto e acabou aí, NÃO! Precisa estudar, tentar colocar em sequências, tentar aplicar na sua dança, ver como ele funciona exatamente! E quando essas mesmas meninas pegam um passo que não sai com facilidade elas desistem e vão para o passo que elas conseguem fazer, porque prâ que estudar?! Pra que se esforçar?! A grande maioria faz isso, infelizmente!
E vejo meninas que tem dificuldade na dança se desenvolverem mais, ter uma dança mais sólida, terem mais segurança, porque elas são obrigadas a estudar, são obrigadas a se esforçar e a vencer obstáculos, a dança e as aulas são desafios.
Temos que desenvolver a técnica, o corpo precisa deixar aquela técnica natural, fluída, e não uma coisa pensada, tem que funcionar no seu corpo e executa-lo sem pensar. Quando um passo for mais difícil pegue-o como desafio, como um obstáculo a ser vencido e é a coisa mais normal do mundo sentir dificuldade a diferença é você quer vence-lo ou quer ser vencida?!
Quem tem talento precisa suar também, precisa fazer aula, precisa estudar, precisa correr atrás, precisa se informar, e principalmente precisa se esforçar tanto quanto a menina que tem dificuldade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...