segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Teatro

Nos últimos espetáculos, shows, festas, noites árabes, enfim nos últimos eventos de dança do ventre aqui no Brasil eu tenho visto muita encenação nas apresentações de dança do ventre, mas essa encenação a que me refiro são no sentido dos filmes hollywoodianos mesmo estilo Aladdin o herói árabe que encanta a todos e conquista o coração da princesa, passa por inúmeros problemas e perigos, e a princesa indefesa que no caso é representado pela bailarina.
Alguns casos rola até "selinhos" no palco pra delírio da galera!
O ruim disso é que os espetáculos estão ficando iguais e isso não importa estado, cidade e regiões, tem inúmeros vídeos desse na internet... que eu me lembre de cabeça agora eu sei de 7 eventos nesse sentido do ano passado pra cá e as danças ainda são "parecidas", quando eu digo "parecidas" não é com relação a música e passos utilizados, mas as roupas são parecidas, o estilo de dança, a cena antes da dança, até as cores das roupas estão sendo parecidas, toda estrutura tá funcionando do mesmo jeito.




sábado, 8 de setembro de 2012

Soumboti

Dei uma rápida procurada no tema mas não é um tema muito divulgado e muito menos dançando, confesso que é até triste ver que um vídeo de folclore tem menos visualizações do que os vídeos de fusões sendo que o folclore tem mais do que influência sobre a dança do ventre, chegando a ser referência enquanto os vídeos de fusões são criações de pessoas que nem são do país de origem da dança mas, infelizmente, ganham mais destaque.
É um tema que eu irei pesquisar mais, procurar, me informar para passar pra vocês, pois mesmo que você não goste de folclore é importante conhecer, saber os porquês, de onde vem, como faz e por aí vai.


segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Egito

Como vocês podem acompanhar nos jornais a situação política e financeira no Egito não anda nada bem nos últimos tempos, por conta dos constantes conflitos que estão acontecendo lá o turismo foi sumindo, e logo o turismo que é o forte do Egito, e o político que ganhou a eleição foi um da Irmandade Muçulmana e até cheguei a ler uma notícia que a âncora de um jornal pela primeira vez estava usando um hijab desde 1960, é pouca coisa mas é muito tenso isso pois dos países islâmicos o Egito era um dos mais livres nesse quesito, um dos mais tranquilos,  mas o que tudo isso tem a ver com a dança do ventre?!
Muuuuuuuita coisa, mas muita coisa mesmo!!!
Conheço pessoas que foram para lá no último festival, mês de julho, e me contaram que estava vazio, simplesmente vazio! Aulas com o Mahmoud Reda que são sempre lotadas, por exemplo, não chegava a 100 pessoas... como assim aula com o Reda vazia?! Sim, do mesmo jeito que eu fiquei sabendo de bailarinas como Dina e Soraia cancelaram o show porque não tinha público essa minha amiga com um grupo de pessoas daqui do Brasil procuraram o show delas, coisa que esse grupo assiste já tem uns anos, e dessa vez ficaram sem por conta do cancelamento, e a Aziza of Cairo fez um show que mal durou 20 minutos.
Soube também que o Governo já estava querendo tirar a dança do ventre da TV egípcia, e até saiu uma matéria sobre a Dina dizendo que pela primeira vez ela está preocupada com o futuro dela e isso é muito tenso!
Tem alguns blogs de bailarinas estrangeiras contando como está a situação lá, soube que algumas estão querendo voltar pro seu país de origem.
Sinceramente eu não sei qual será o seu futuro, não tenho ideia se os festivais vão continuar acontecendo ou se darão um tempo até se ver aonde essa política irá levar a dança, mas também não estou dizendo que a dança irá acabar, não é nada disso... mas um conselho que eu dou é: se você tem condições, tem chances e quer conhecer esse lado da dança no Egito VÁ LOGO!
Não perca a chance!!!

domingo, 2 de setembro de 2012

Dançando em casa

Um vídeo de um workshop ministrado pela Elis Pinheiro lá na Inglaterra sobre deslocamentos, o mais legal que podemos separar os vários deslocamentos que ela faz no vídeo e aplicar nas nossas danças aí só mudamos direção, talvez braço e velocidade.

sábado, 1 de setembro de 2012

Baladi - Randa Kamel

Nada como um bom e verdadeiro baladi feito por uma egípcia, no caso a Randa Kamel, e não aqueles baladis que andam dançando por aí bem clássico, com muito balé, inúmeros arabesques que de baladi, que significa povo, meu povo, não tem nada a ver. Voltemos as origens, por favor!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...