terça-feira, 30 de novembro de 2010

Ju Marconato

Nesse vídeo da Ju Marconato eu dou destaque pro início do vídeo achei super legal e diferente o vídeo tornando-o bastante interessante, isso sem contar a técnica de quadril dela! Adorei o trabalho de quadril no início do vídeo está bem solto e com uma dança gostosa de assistir.
Também achei muito legal uma seqüência que a Ju Marconato faz somente de sinuosos e essa seqüência não tem qualquer tipo de quebra e muito pelo contrário, está tão emendada que você não sabe aonde começa um passo e termina outro só sabe que começou no quadril e termina no trabalho de peitos, mais nada!
Ela começa fazendo um oito para frente bem torcido, contando 1 tempo para cada lado, e como se fosse fazer o mesmo passo novamente ela fez uma variação do ovinho, que é um oito mais torcido ainda com um camelo (ou ondulação) no eixo e ela faz 1 variação para cada lado, começando pela direita, e um tempo cada um. Quando ela termina de fazer a variação do lado esquerdo somente do lado esquerdo ela repete o oito para frente torcido e começa a fazer redondos e nisso ela desce um pouco virando para uma diagonal enquanto desce e embaixo ela muda de direção e sobe fazendo o mesmo movimento e quando já está alongada ela sobe o movimento para o tronco, 1:41.



segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Tremido

Como eu havia dito anteriormente o básico egípcio, os oitos, redondos, breaks e ondulações foram banidos da dança, completamente banidos, a razão disso eu realmente não sei e não tenho a mínima idéia... e sabe-se lá se algum dia iremos descobrir a razão disso tudo!
Ah, e se alguém souber o que aconteceu com eles ou aonde está escondidos, por favor nos avise!
A moda da vez é o tremido andando na meia ponta quem começou com isso eu ainda não sei, mas isso não é difícil de se descobrir, o que eu acho incrível que estão fazendo isso mesmo quando a música não pede esse tipo de leitura.
Eu, sinceramente, não sei o que está acontecendo com a dança e não acredito que seja uma boa mudança essa que está acontecendo no mercado brasileiro de dança do ventre, mas infelizmente teremos que apenas esperar e ver no que tudo isso vai dar.

domingo, 28 de novembro de 2010

Ghawazee

E pra fechar essa primeira temporada sobre Ghawazee, tinham o prestígio de serem as bailarinas mais conhecidas do Egito dançando em casamentos, nascimentos e festivais do harém, para os Ghawazee ter uma "filha" era uma benção eles tinham sido premiados e quando tinham "filho" era considerado um infortúnio econômico pois as Ghawazee eram criadas para serem dançarinas e prostitutas já que os próprios pais vendiam os "favores" que as meninas faziam pra quem pagasse mais e depois as mesmas casam com alguém de sua tribo.
Eles estavam entre os cidadãos mais afortunados do Egito. Sua estrutura econômica permitiu que suas mulheres para adquirir considerável fortuna, fama e um bom casamento. As Ghawazee usavam rico vestido de seda e usava colares, tornozeleiras, braceletes de ouro pesado, e moedas em suas testas. Às vezes, eles usavam um piercing no nariz. Normalmente, seu vestido era quase idêntica à do egípcio mulheres de classe média. Tanto homens como mulheres enegrecido seus olhos com kohl e hennaed suas mãos e pés, como era o costume do meio egípcio e classe alta. Alguns Ghawazee adquiriu uma riqueza considerável e rico casas, escravos e gado.




Maquiagem

Não posso incorporar o vídeo ao blog, então segue o link: http://www.youtube.com/watch?v=aPEI1FGx_u4
É uma maquiagem que usa ROSA e PRETO.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ju Marconato

Procurando por vídeos da Ju Marconato encontrei esse vídeo de uma coreografia (além) feita por ela com o tema do filme Rei Leão, e achei a apresentação lindíssima! Me arrepiei, a leitura foi maravilhosa, o figurino impecável, simplesmente adorei a apresentação!!!



Perna no básico egípcio

É aquele famoso passo da dança do ventre que aprendemos lá no básico, o mesmo que quando você diz para alguém que faz dança do ventre a pessoa já apoia o peso em uma das pernas e coloca a outra a frente, normalmente apoiada na meia ponta, e começa a balança o quadril pra cima e pra baixo e dá o famoso "chutinho" (eu particularmente não gosto de me referir a essa parte do movimento como um chute, pois eu já vi de fato várias meninas realmente chutando quando fazem o básico egípcio, como um jogador de futebol, e se vocês prestarem atenção no movimento verão que é nada mais e nada menos que um relaxamento da perna, pois "prendemos" o movimento no joelho e se relaxarmos o movimento desce até o pé e assim não tem a necessidade de pensar em chutar nada! Mas sobre o básico eu falo melhor em um outro post!!!).
E o que está acontecendo com o básico egípcio? Por exemplo em um saidi, DUM TAK DUM DUM TAK, nós normalmente fazemos no DUM marca o quadril pra baixo e no TAK deslizamos a perna a frente, num é?! Mas o pessoal tem feito no DUM marca o quadril pra baixo, normal, e no TAK puxa a perna pra cima fazendo um passê como o de balé, ou seja, puxa-se o pé para perto do joelho da perna base, e quando for fazer o DUM DUM desce-se a perna e dança-se normalmente e também não é necessariamente feito no primeiro TAK da frase rítmica.

sábado, 20 de novembro de 2010

Folclore

Essa apresentação de Ghawazee é bem interessante pois é dinâmica mas sem perder o estilo, o que é difícil de encontrarmos por aí, e sem contar alguns movimentos de quadril que são lindíssimos e ótimos pra estudo!


terça-feira, 16 de novembro de 2010

Ju Marconato

Das bailarinas atuais a Ju Marconato é a que mais usa acessórios nas apresentações, candelabro, snujs, espada, véu duplo e por aí vai, é bem legal pois quebra a rotina de ser sempre música clássica, moderna e percussão, todas com véu. Adoro véu, acho lindo e também gosto de usar mas sempre véu cansa!
Sobre este vídeo, esse figurino é impecável! Lindíssimo!
Agora falar sobre técnica, no início já dou destaque pro cambrèe dela, mas não é uma coisa que você vai saber fazer da noite pro dia pois requer fortalecimento da musculatura do abdômen e das coxas, equilíbrio, bastante alongamento e principalmente, cada um tem o seu corpo você pode não descer tanto quanto a Ju Marconato mas não precisa se martirizar com isso, pois com certeza você é boa em outras coisas.
Um outro movimento que se olharmos apenas para técnica ele é simples mas o efeito dele é grandioso e super charmoso ela faz um oito para frente junto com um oito pra cima, ela faz esquerda e depois direita só que quando ela faz com o lado direito a Ju Marconato mantém o quadril em cima e o peso está na perna esquerda e conseqüentemente a perna direita está livre e alongada, ela afasta a perna direita e desce o tronco pro lado contrário a perna, ou seja esquerda, e com isso iniciando o cambrèe lateral só que esse é mais como um charme propriamente do que uma descida, pra dar aquele "tchan" na dança (0:58).


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Dança do ventre, aonde está?

Por conta do mesmo sou obrigada a assistir todos os tipos de vídeos dos mais glamurosos aos mais toscos possíveis e de todo lugar do mundo, e uma coisa que eu notei é que nos últimos vídeos que eu assisti vídeos de dança, daqui do Brasil, aonde as bailarinas NÃO FAZEM 1 básico egípcio!
Siiiiiiiiiiiiiim, a dança dela não tem básico egípcio!!!! Como ela conseguiu esse feito histórico eu não sei, mas eu assisti, repeti, assisti mais uma vez, voltei de novo, e de fato não tem!!!!
Como vários outros que não tem redondos, ondulações, oitos, e vários outros movimentos básicos e essenciais da dança, aí lhes pergunto: AONDE ESTÁ A DANÇA DO VENTRE?

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Ghawazee

Encontrei essa apresentação de Ghawazee por acaso na internet e achei interessantíssima, tanto o jogo de cena, posicionamento, trocas, efeitos como a parte técnica, quadril, leitura, uso dos snujs, etc, uma coreografia bem legal pra se estudar em vários quesitos.


Maquiagem

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Coreografias

Eu não gosto de fazer divulgação do meu trabalho, ou de qualquer outra pessoa no meu blog, a proposta desse blog é de ser uma ferramenta de estudo, compartilharmos informações, crescermos juntas, aprendermos juntas, mas hoje, excepcionalmente, vou utilizar o blog para fazer uma reclamação e alertar-las sobre uma coisa muito séria que me aconteceu.
Ontem eu estava lendo um post no blog da Lory sobre bailarina e professoras, totalmente anti-éticas, que copiam coreografias alheias e dizem ser suas, autoria própria! E esse post me fez lembrar que eu já passei por isso de uma pessoa dançar uma coreografia minha e dizer que foi ela quem fez e até mesmo essa pessoa me imitar, LITERALMENTE, ensinando uma técnica para uma terceira pessoa usando as minhas palavras, meus gestos, uma cópia... foi totalmente assustador!
Enfim, passei por outro apuro nesse estilo nesses dias... fiz uma coreografia X e uma pessoa, não sabendo que a coreografia é MINHA, virou-se pra uma das alunas e disse que queria essa coreografia de qualquer jeito, queria o vídeo, queria usa-la, a minha aluna, educadamente, respondeu "a coreografia não é nossa, é da Dúnia! Tem que pedir pra ela." e saiu para o camarim, essa mesma aluna me contou todo o ocorrido e as outras meninas confirmaram, já que tinham presenciado tudo, eu agradeci por elas terem me contado o ocorrido e falei que esperaria a professora vir falar comigo a respeito, e ela não veio!
Encontrei com ela, conversamos rapidamente mas ela não mencionou NADA sobre sua vontade de copiar a minha coreografia, de querer o vídeo, e quando as meninas falaram a ela que a coreografia é minha ela fez uma cara de surpresa de como não acreditasse que eu e as meninas fôssemos capazes de tal coisa.
A essas pessoas eu só aviso que É CRIME, ok? Tenho registro dos ensaios, de figurino, de tudo que envolve qualquer uma das minhas coreografias, a coreografia é de MINHA AUTORIA, NÃO autorizei ninguém a usa-la em NENHUM SHOW, NENHUMA APRESENTAÇÃO,nem dessa coreografia e nem de nenhuma outra. E o mais engraçado, é que sempre desdenharam os projetos das minhas coreografias e as minhas idéias, e depois acontece isso de querer cópia-las e levar o mérito por algo que é meu, como também darem chilique porque a coreografia estava melhor do que se imaginava.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Ju Marconato

Uma das coisas que é a marca da Ju Marconato são as descidas ao chão, seja agachada seja deitada, ela faz mais isso do que qualquer outra bailarina. Ela também tem um estilo próprio mais dramático, muito expressivo e nesse vídeo é bem legal pois acontece um problema com o som, que pode acontecer com qualquer uma de nós, e o que podemos fazer pra sair dessa situação sem deixar a peteca cair!
Falando sobre técnica agora, eu achei uma combinação dela muito interessante ela faz duas ondulações (ou camelo) se deslocando para a direita com a perna esquerda a frente, aí ela faz um twist com a perna esquerda e ela puxa um giro pela frente e para de uma maneira diferente como um suspiro, para o lado esquerdo, ainda na meia ponta, ela desce começa a fazer um oito para trás com a esquerda fazendo-o até diagonal trás e volta o quadril pelo mesmo caminho só que mais rápido, como se tivesse levado um choque, em 3:29.
E nesse vídeo também vemos ela fazendo o que eu havia dito antes sobre as descidas ao chão, que eu particularmente adoro!


segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Quedinha

De novo a Randa Kamel influenciando a dança do ventre no Brasil, mesmo esse passo sendo original da Dina mas raras as bailarinas gostam da Dina comparada ao número de meninas que gostam da Randa então o povo copia mesmo é da Randa, é aquela famosa quedinha pra lateral com o tronco, é um outro passo maravilhoso, lindíssimo e com um efeito divino! Mas tão abusando tanto, mais tanto que está parecendo mais que algumas bailarinas estão bêbadas isso sim, está tendo um efeito contrário, é um passo charmoso pra você fazer o público se derreter, uma coisa mais de entrega, mas o que eu tenho visto é toda hora bailarina "caindo" pra lateral com o tronco beeeeeeeem molinho em momentos que a música não pede esse tipo de coisa.
Na minha humilde opinião acho que por mais que não gostamos, em alguns casos, de assistir vídeos nossos ou nos criticamos severamente quando assistimos é de extrema importância "nos estudarmos" para saber os nossos vícios, passos que estejamos abusando demais, se a dança está previsível ou não, pois eu sou obrigada a assistir muitos vídeos e de todos os tipos de todo o mundo, e vejo bailarinas que você assiste ao primeiro minuto e já sabe o que ela fará nos outros 8 minutos a seguir, por exemplo, como também tem bailarinas que nos encantam e nos surpreende a cada segundo, é uma coisa bem legal pra gente fazer.
Mas por quê eu não disse pra perguntarmos pra uma amiga?
Porque acho que é importante nós nos avaliarmos, nós termos noção de como está a nossa dança, nem todo mundo saber fazer críticas construtivas, nem todo mundo que você acha que quer o seu bem necessariamente o quer, e nem sempre sabemos aceitar as críticas, então são pontos críticos que temos que pensar com calma, se for o caso pague uma aula particular com uma professora que não seja a SUA professora, que não tenha tanta intimidade e peça pra ela uma aula de avaliação, pode ser bastante interessante!

domingo, 7 de novembro de 2010

Dançando em casa

Encontrei por acaso esse vídeo que estava relacionado a uma apresentação de Ghawazee e achei maravilhosa essa seqüência, é baladi. Não necessariamente temos que fazer a técnica só no estilo que a professora ensina ou não música que ela utilizou, mas podemos experimentar em separar a seqüência em técnica por técnica e tentar aplica-la em uma outra dança e assim você vai aumentando teu repertório.




sábado, 6 de novembro de 2010

Ghawazee

Infelizmente vídeos e informações de alguns tipos de folclore são muito difíceis de se encontrar e esse está sendo o maior problema em escrever e mostrar sobre o Ghawazee, e procurando pelo youtube encontrei esse vídeo, que com certeza é um ensaio de alguma turma ou grupo, e dou destaque pra menina com a blusa azul mesmo com a baixa qualidade do vídeo percebe-se que ela tem um quadril soltinho e se não entenderem bem o que ela está fazendo é só olhar a menina atrás dela que está de top, fica mais fácil visualizar o movimento.


terça-feira, 2 de novembro de 2010

Ju Marconato


Resolvi fechar o ano de 2010 falando de uma bailarina brasileira e pedi pra Ju Marconato se ela deixaria que estudássemos sua dança aqui no blog e ela adorou a idéia!!!
Já fiz alguns workshops com ela, e gostei muito, a aula flui muito bem, ela dá dicas legais tanto com relação a técnica também como pessoa e além da noção corporal, simpática e principalmente acessível, nas aulas dela sempre tem uma apostila com o conteúdo a ser trabalhado.
Na dança dela tem vários passos de efeitos que são ótimos para dar uma incrementada na tua dança e criar aquele momento em que o público fica de boca aberta.
Esse vídeo é da apresentação do super noites deste ano e um dos passos que ela fez que eu achei muito legal o efeito está na parte 3:40, a Ju Marconato para com uma perna a frente da outra, estilo básico egípcio, faz um twist com a intenção para trás e já emenda num encaixe de quadril no cóccix que é a posição inicial do camelo invertido que flui até a cabeça. É um passo muito bonito e que tem um efeito visual maravilhoso além de que a técnica utilizada não é difícil, o "tchan" da coisa está na combinação em como ela foi colocada.




segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Passos Inacabados

Dando uma aula de intermediário, aula sobre mini seqüencias e leitura de ritmos, uma aluna comentou comigo sobre os últimos vídeos que ela tem assistido na internet sobre técnicas inacabadas de várias bailarinas mundo a fora e eu já tinha percebido e escutado essa "reclamação" de outras pessoas, tanto alunas quanto professoras e bailarinas, e não é só questão de aceleração ao dançar mas eu vejo mais como querer mostrar serviço porque pra mim acelerar é a pessoa fazer a técnica mas de forma um pouco mais rápida do que a música pede e é exatamente por isso que eu acredito que seja o fato da pessoa querer mostrar serviço, mostrar que sabe várias técnicas e as dominam, e isso acaba por ficar estranho fazendo com que a pessoa perca a vontade de assistir a bailarina.
A música tem uma contagem, os ritmos tem uma velocidade, respeite-os... dance com calma, você tem de 3 a 14 minutos (depende do tamanho da música) pra mostrar "serviço" então não precisa se estressar e tentar mostrar tudo no primeiro minuto que também acaba resultando na sua dança ficar repetitiva e completamente previsível.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...