terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ju Marconato

E esse é o último post sobre a Ju Marconato, infelizmente, mas isso também não significa que não falaremos mais sobre ela ou qualquer outra bailarina que já tenha feito parte de nossos estudos.
Nesse vídeo eu gostei de várias coisinhas que a Ju Marconato faz nesse vídeo mas em especial uma ondulação com shimmie. Ela está com o peso na perna da frente e está tremendo e nisso ela faz um camelo invertido (ou ondulação invertida) que vai até o peito e logo em seguida ela emenda o camelo normal (ou ondulação) só que mesmo que ela esteja com uma perna a frente da outra esse camelo é feito na direção do eixo, ou seja, pro meio do corpo, umbigo como referência, só que por conta do posicionamento da perna o peso acaba caindo na perna que está atrás e é justamente aí que vem o pulo do gato!!!
Quando a gente aprende o camelo a professora diz "coloca o peso lá na frente e depois vai trazendo o quadril pra dentro, e é nesse instante que o quadril dá uma virada para cima (a pélvis fica "virada" para cima) e depois relaxamos o quadril atrás, ou solta o bumbum (só que soltar o bumbum não é empina-lo!) e quando ela está prestes a soltar o bumbum ela dá o impulso com a perna de trás pro quadril subir, ou seja, emendamos o camelo com o oito para cima (mas ele é feito somente de um lado, podendo pensar também em desenhar uma bolinha com apenas um dos lados) e ela repete de novo esse oito para cima feito somente de um lado, a seqüência começa em 3:05.



Redondo

A Randa continua reinando aqui no Brasil mas já está sofrendo "ameaças" ao seu trono da Soraia Zaied, já estou vendo muita influência da Soraia nas apresentações das bailarinas brasileiras mas ainda com o título de rainha da dança do ventre aqui no Brasil tem um redondo da Randa que está sendo muitíssimo usado pra mudar de direção, ele é feito com uma projeção maior do quadril para frente, ísquios, e ao mesmo tempo ela "joga" o quadril na direção que ela deseja ir só que ela não abre a perna pisando no lado que ela quer ir, ela pega o impulso para ir... é como se o quadril a puxasse, tivesse um cabo e ele puxa o quadril e conseqüentemente o corpo.
Ela faz esse movimento, mas de forma mais sutil, em 1:30.


sábado, 25 de dezembro de 2010

Feliz Natal

Oi pessoal!
Não tive tempo de postar ontem as minha felicitações de Natal para vocês pois estava no corre-corre de Véspera de Natal.
Enfim, Feliz Natal para todos, que seja bastante abençoado por Deus, muitas alegrias, muita saúde e muito amor!

Dança Núbia

Encontrei esse vídeo de aula particular, coreografia de dança núbia, com o Mahmoud Reda e como sempre com várias combinações, várias técnicas a serem estudadas, muito fofa essa coreografia.


Maquiagem

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Vídeos Interessantes!

Sei que esses vídeos entraram nas comunidades do orkut no quesito "Os Piores vídeos" mas pra mim eles definitivamente não são! Acho que o que destaca aqui é justamente a criatividade, a brincadeira e não mostrar a técnica da dança em si pois eu não acho que alguém em sua sã consciência iria dançar assim pra querer mostrar técnica, né?!
E justamente por isso na minha opinião é um momento de descontração, brincar mesmo com a dança do ventre.






Post de Explicação

Sei que o blog estava bem atrasado com relação aos "posts" mas final de ano é sempre uma loucura, teve o espetáculo final de outubro e eu não tinha tempo pra nada aí passado o espetáculo, que foi um sucesso, comecei a colocar minha vida em ordem e lá vem outra apresentação no chá árabe e depois um (super) workshop com a Jade el Jabel, depois pensei que finalmente poderia descansar e colocar minha vida em ordem e fiquei doente com uma infecção grave, e precisei de 2 semanas pra me recuperar e logo em seguida emendei com uma viagem que já estava programada há meses e finalmente estou com tempo pra atualizar (e já consegui atualiza-lo, faltam só 2 posts do "dançando em casa", sugestões?) meu blog e estava preparando 2 super posts pra fechar o ano nesse meio tempo, sem contar os mil planos pra 2011!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Ju Marconato

Esse é o penúltimo post sobre a Ju Marconato e ainda estou decidindo com quem começaremos os estudos no ano de 2011, mas já tenho algumas sugestões bem legais e não vou anunciar agora para não estragar a surpresa.
Nesse vídeo, mais uma vez, achei lindo o início e particularmente achei a menininha Paolla linda e que quadril!!! Muito bem elaborado esse início, gostei!
Outra super seqüência da Ju Marconato que eu adorei, particularmente, e nessa seqüência eu destacaria 2 partes a descida e um outro movimento que ela faz agachada.
A seqüência começa com ela dando 2 passos em direção ao público, direita e esquerda, ela para com a perna esquerda sendo base e coloca a direita na lateral alongada e nisso ela escorrega a perna direita pro lado agachando na perna esquerda que é a base, na hora de puxar a perna direito pra perto do corpo ela trabalha os braços que é da Randa, cruzando os braços a frente do corpo, assim ela chama atenção pra os braços e o público "esquece" a perna dela por um tempo que é o suficiente pra ela puxar. Já agachada a Ju Marconato apoia o joelho esquerdo no chão e faz o básico egípcio, oito, camelos mas o que eu mais gostei foi o básico egípcio frente e trás que ela faz aos 5:16, mas a seqüência mesmo começa em 5:02.



segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Deslocamento

Não é a Randa que reina nesse quesito, e não sei quem é enfim, o que eu tenho visto bastante que na hora de deslocar o pessoal está usando muita valsa (ou chassê) pra cima e pra baixo, esquerda, direita além das diagonais!
Por que não dar um UP na valsa? Tentar mesclar, um braço novo, sei lá.... algum tchan! Pra sair da versão clássica da valsinha, e também por que SÓ fazer valsa quando a música pede um deslocamento? Por que não uma andada com elegância? Um deslocamento usando o quadril? Até mesmo um giro?!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Ju Marconato

Gostei muito da leitura da Ju Marconato nesse vídeo, achei muito suave mas preciso e a técnica usada achei linda! Adorei!
Nesse vídeo eu dou destaque a uma mini-seqüência e alguns passos do básico só que de maneira completamente diferente, na minha opinião é uma seqüência ímpar.
A primeira é uma mini-seqüência e começa com a Ju Marconato fazendo camelos (ou ondulação) girando em torno de si executando 3 e no último ela dá depois do último camelo só que essa segurada é feita na perna da frente, ou seja, ela faz o camelo normalmente e quando o peso volta pra perna da frente ela segura UM tempo e nesse tempo ela traz a perna de trás para frente e já emendando no deslocamento com shimmie frente e trás é seco, ela repete o deslocamento só que na frente ela faz um meio oito pra baixo e quando ela começa a fazer o trás ela puxa a perna já encaixando o quadril na posição do cóccix e que corresponde a primeira posição pra executar o camelo (ondulação) invertido que ela deixa refletir até a cabeça, 1:10.



segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Giro

Mais uma vez os giros... sinceramente não sei de onde tiraram essa moda, acredito que seja das aulas de balé (que são bastantes visíveis em algumas bailarinas e na nova linha de estudo daqui) e algumas bailarinas que eu tenho visto não sabem mudar de direção ou de lado, sim são duas coisas diversas, sem ser com giro.
Giros são lindíssimos, e eu particularmente adoro, mas acho que podemos diversificar essa mudança de lado e/ou direção até mesmo pra deixarmos a nossa dança mais rica, tecnicamente, e o menos previsível possível. Então experimentem brincar com os sinuosos, batidas, breaks, braços, explore o seu corpo e você irá se surpreender!

sábado, 11 de dezembro de 2010

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Ju Marconato

Super chique essa caminha que a Ju Marconato utilizou nessa dança e é tecnicamente simples, quando eu digo isso me refiro somente que usamos passos que aprendemos no nível "básico" ou "iniciante" mas sendo bem aplicados tornam a dança impecável!
A Ju Marconato sobe na meia ponta mantém o peso em uma das pernas, e corpo no eixo, ponteia a frente com a outra, mas bem curtinho, e faz um redondo começando pela lateral (lateral, frente, lateral e trás) e quando o peso está no trás e o quadril no encaixe do cóccix ela emenda com um camelo invertido que vai até o peito.
Mas quando ela passa o peso para o ísquio ou frente, no invertido, ela pisa transferindo o peso para a perna da frente, 0:42.


Véu

Que o véu de seda é muitíssimo usado no Brasil isso é fato e eu acredito que seja uma marca da dança do ventre do Brasil o uso do véu no início das apresentações, mas isso é papo pra outro post somente sobre véu ou sobre a dança aqui o que seria o estilo brasileiro, enfim assistindo aos vídeos da Ju Marconato percebi que ela tem um movimento característico com o véu que é se enrolar nele e segura-lo com uma das mãos, e braços bem alongados, e apartir daí girar e eu tenho visto, atualmente, muitas meninas executando o mesmo passo.
Acredito que tenha virado moda e realmente é um passo bonito e de efeito, principalmente se a música der uma acelerada e você quer aproveitar esse tempo pra girar mas fazendo algo diferente e simples com o véu, mega válido! E está sendo bem difundido e acho que essa moda vai pegar mesmo já que não era um movimento que eu visse muito nos vídeos anteriormente e atualmente entre 5 bailarinas que eu assisto 3/4 estão fazendo isso.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Dança Núbia

Texto tirado do site do Mahmoud Reda e traduzido por Yasmine Amar que gentilmente me concedeu a permissão de postar esse texto aqui no blog, obrigada!

Nouba ou Dança Núbia
A dança Núbia originou-se mais ao sul do Egito do que o saidi, em uma área entre o Egito e o Sudão. A região é extremamente quente o ano inteiro, por isso os núbios tem que vestir roupas especiais para protegerem-se do Sol.
A música núbia é muito rica em ritmos. Às vezes eles usam bandirs (tambores grandes) para a dança, mas nem sempre.
A dança núbia é muito suave e com movimentos simples. O povo núbio são parte da África negra e são muito diferentes do resto do povo egípcio. Eles também têm sua própria língua e dialeto.
Roupas para os homens: Galabya longa e branca e calças brancas (a cor branca ajuda a refletir a luz do Sol). Por cima, uma roupa colorida e um turbante bem comprido na cabeça. Eles também usam sapatos especiais para proteger seus pés do chão quente.
Roupas para as mulheres: Galabya longa em cores claras, um vestido preto leve por cima, que mostre o vestido de baixo, um lenço bem comprido na cabeça, cobrindo todo o cabelo. Elas adoram usar muitos acessórios: um colar chamado Kerdan Núbio, grandes brincos, geralmente de prata, e todo tipo de acessórios de prata.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Ju Marconato

Nesse vídeo da Ju Marconato eu dou destaque pro início do vídeo achei super legal e diferente o vídeo tornando-o bastante interessante, isso sem contar a técnica de quadril dela! Adorei o trabalho de quadril no início do vídeo está bem solto e com uma dança gostosa de assistir.
Também achei muito legal uma seqüência que a Ju Marconato faz somente de sinuosos e essa seqüência não tem qualquer tipo de quebra e muito pelo contrário, está tão emendada que você não sabe aonde começa um passo e termina outro só sabe que começou no quadril e termina no trabalho de peitos, mais nada!
Ela começa fazendo um oito para frente bem torcido, contando 1 tempo para cada lado, e como se fosse fazer o mesmo passo novamente ela fez uma variação do ovinho, que é um oito mais torcido ainda com um camelo (ou ondulação) no eixo e ela faz 1 variação para cada lado, começando pela direita, e um tempo cada um. Quando ela termina de fazer a variação do lado esquerdo somente do lado esquerdo ela repete o oito para frente torcido e começa a fazer redondos e nisso ela desce um pouco virando para uma diagonal enquanto desce e embaixo ela muda de direção e sobe fazendo o mesmo movimento e quando já está alongada ela sobe o movimento para o tronco, 1:41.



segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Tremido

Como eu havia dito anteriormente o básico egípcio, os oitos, redondos, breaks e ondulações foram banidos da dança, completamente banidos, a razão disso eu realmente não sei e não tenho a mínima idéia... e sabe-se lá se algum dia iremos descobrir a razão disso tudo!
Ah, e se alguém souber o que aconteceu com eles ou aonde está escondidos, por favor nos avise!
A moda da vez é o tremido andando na meia ponta quem começou com isso eu ainda não sei, mas isso não é difícil de se descobrir, o que eu acho incrível que estão fazendo isso mesmo quando a música não pede esse tipo de leitura.
Eu, sinceramente, não sei o que está acontecendo com a dança e não acredito que seja uma boa mudança essa que está acontecendo no mercado brasileiro de dança do ventre, mas infelizmente teremos que apenas esperar e ver no que tudo isso vai dar.

domingo, 28 de novembro de 2010

Ghawazee

E pra fechar essa primeira temporada sobre Ghawazee, tinham o prestígio de serem as bailarinas mais conhecidas do Egito dançando em casamentos, nascimentos e festivais do harém, para os Ghawazee ter uma "filha" era uma benção eles tinham sido premiados e quando tinham "filho" era considerado um infortúnio econômico pois as Ghawazee eram criadas para serem dançarinas e prostitutas já que os próprios pais vendiam os "favores" que as meninas faziam pra quem pagasse mais e depois as mesmas casam com alguém de sua tribo.
Eles estavam entre os cidadãos mais afortunados do Egito. Sua estrutura econômica permitiu que suas mulheres para adquirir considerável fortuna, fama e um bom casamento. As Ghawazee usavam rico vestido de seda e usava colares, tornozeleiras, braceletes de ouro pesado, e moedas em suas testas. Às vezes, eles usavam um piercing no nariz. Normalmente, seu vestido era quase idêntica à do egípcio mulheres de classe média. Tanto homens como mulheres enegrecido seus olhos com kohl e hennaed suas mãos e pés, como era o costume do meio egípcio e classe alta. Alguns Ghawazee adquiriu uma riqueza considerável e rico casas, escravos e gado.




Maquiagem

Não posso incorporar o vídeo ao blog, então segue o link: http://www.youtube.com/watch?v=aPEI1FGx_u4
É uma maquiagem que usa ROSA e PRETO.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ju Marconato

Procurando por vídeos da Ju Marconato encontrei esse vídeo de uma coreografia (além) feita por ela com o tema do filme Rei Leão, e achei a apresentação lindíssima! Me arrepiei, a leitura foi maravilhosa, o figurino impecável, simplesmente adorei a apresentação!!!



Perna no básico egípcio

É aquele famoso passo da dança do ventre que aprendemos lá no básico, o mesmo que quando você diz para alguém que faz dança do ventre a pessoa já apoia o peso em uma das pernas e coloca a outra a frente, normalmente apoiada na meia ponta, e começa a balança o quadril pra cima e pra baixo e dá o famoso "chutinho" (eu particularmente não gosto de me referir a essa parte do movimento como um chute, pois eu já vi de fato várias meninas realmente chutando quando fazem o básico egípcio, como um jogador de futebol, e se vocês prestarem atenção no movimento verão que é nada mais e nada menos que um relaxamento da perna, pois "prendemos" o movimento no joelho e se relaxarmos o movimento desce até o pé e assim não tem a necessidade de pensar em chutar nada! Mas sobre o básico eu falo melhor em um outro post!!!).
E o que está acontecendo com o básico egípcio? Por exemplo em um saidi, DUM TAK DUM DUM TAK, nós normalmente fazemos no DUM marca o quadril pra baixo e no TAK deslizamos a perna a frente, num é?! Mas o pessoal tem feito no DUM marca o quadril pra baixo, normal, e no TAK puxa a perna pra cima fazendo um passê como o de balé, ou seja, puxa-se o pé para perto do joelho da perna base, e quando for fazer o DUM DUM desce-se a perna e dança-se normalmente e também não é necessariamente feito no primeiro TAK da frase rítmica.

sábado, 20 de novembro de 2010

Folclore

Essa apresentação de Ghawazee é bem interessante pois é dinâmica mas sem perder o estilo, o que é difícil de encontrarmos por aí, e sem contar alguns movimentos de quadril que são lindíssimos e ótimos pra estudo!


terça-feira, 16 de novembro de 2010

Ju Marconato

Das bailarinas atuais a Ju Marconato é a que mais usa acessórios nas apresentações, candelabro, snujs, espada, véu duplo e por aí vai, é bem legal pois quebra a rotina de ser sempre música clássica, moderna e percussão, todas com véu. Adoro véu, acho lindo e também gosto de usar mas sempre véu cansa!
Sobre este vídeo, esse figurino é impecável! Lindíssimo!
Agora falar sobre técnica, no início já dou destaque pro cambrèe dela, mas não é uma coisa que você vai saber fazer da noite pro dia pois requer fortalecimento da musculatura do abdômen e das coxas, equilíbrio, bastante alongamento e principalmente, cada um tem o seu corpo você pode não descer tanto quanto a Ju Marconato mas não precisa se martirizar com isso, pois com certeza você é boa em outras coisas.
Um outro movimento que se olharmos apenas para técnica ele é simples mas o efeito dele é grandioso e super charmoso ela faz um oito para frente junto com um oito pra cima, ela faz esquerda e depois direita só que quando ela faz com o lado direito a Ju Marconato mantém o quadril em cima e o peso está na perna esquerda e conseqüentemente a perna direita está livre e alongada, ela afasta a perna direita e desce o tronco pro lado contrário a perna, ou seja esquerda, e com isso iniciando o cambrèe lateral só que esse é mais como um charme propriamente do que uma descida, pra dar aquele "tchan" na dança (0:58).


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Dança do ventre, aonde está?

Por conta do mesmo sou obrigada a assistir todos os tipos de vídeos dos mais glamurosos aos mais toscos possíveis e de todo lugar do mundo, e uma coisa que eu notei é que nos últimos vídeos que eu assisti vídeos de dança, daqui do Brasil, aonde as bailarinas NÃO FAZEM 1 básico egípcio!
Siiiiiiiiiiiiiim, a dança dela não tem básico egípcio!!!! Como ela conseguiu esse feito histórico eu não sei, mas eu assisti, repeti, assisti mais uma vez, voltei de novo, e de fato não tem!!!!
Como vários outros que não tem redondos, ondulações, oitos, e vários outros movimentos básicos e essenciais da dança, aí lhes pergunto: AONDE ESTÁ A DANÇA DO VENTRE?

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Ghawazee

Encontrei essa apresentação de Ghawazee por acaso na internet e achei interessantíssima, tanto o jogo de cena, posicionamento, trocas, efeitos como a parte técnica, quadril, leitura, uso dos snujs, etc, uma coreografia bem legal pra se estudar em vários quesitos.


Maquiagem

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Coreografias

Eu não gosto de fazer divulgação do meu trabalho, ou de qualquer outra pessoa no meu blog, a proposta desse blog é de ser uma ferramenta de estudo, compartilharmos informações, crescermos juntas, aprendermos juntas, mas hoje, excepcionalmente, vou utilizar o blog para fazer uma reclamação e alertar-las sobre uma coisa muito séria que me aconteceu.
Ontem eu estava lendo um post no blog da Lory sobre bailarina e professoras, totalmente anti-éticas, que copiam coreografias alheias e dizem ser suas, autoria própria! E esse post me fez lembrar que eu já passei por isso de uma pessoa dançar uma coreografia minha e dizer que foi ela quem fez e até mesmo essa pessoa me imitar, LITERALMENTE, ensinando uma técnica para uma terceira pessoa usando as minhas palavras, meus gestos, uma cópia... foi totalmente assustador!
Enfim, passei por outro apuro nesse estilo nesses dias... fiz uma coreografia X e uma pessoa, não sabendo que a coreografia é MINHA, virou-se pra uma das alunas e disse que queria essa coreografia de qualquer jeito, queria o vídeo, queria usa-la, a minha aluna, educadamente, respondeu "a coreografia não é nossa, é da Dúnia! Tem que pedir pra ela." e saiu para o camarim, essa mesma aluna me contou todo o ocorrido e as outras meninas confirmaram, já que tinham presenciado tudo, eu agradeci por elas terem me contado o ocorrido e falei que esperaria a professora vir falar comigo a respeito, e ela não veio!
Encontrei com ela, conversamos rapidamente mas ela não mencionou NADA sobre sua vontade de copiar a minha coreografia, de querer o vídeo, e quando as meninas falaram a ela que a coreografia é minha ela fez uma cara de surpresa de como não acreditasse que eu e as meninas fôssemos capazes de tal coisa.
A essas pessoas eu só aviso que É CRIME, ok? Tenho registro dos ensaios, de figurino, de tudo que envolve qualquer uma das minhas coreografias, a coreografia é de MINHA AUTORIA, NÃO autorizei ninguém a usa-la em NENHUM SHOW, NENHUMA APRESENTAÇÃO,nem dessa coreografia e nem de nenhuma outra. E o mais engraçado, é que sempre desdenharam os projetos das minhas coreografias e as minhas idéias, e depois acontece isso de querer cópia-las e levar o mérito por algo que é meu, como também darem chilique porque a coreografia estava melhor do que se imaginava.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Ju Marconato

Uma das coisas que é a marca da Ju Marconato são as descidas ao chão, seja agachada seja deitada, ela faz mais isso do que qualquer outra bailarina. Ela também tem um estilo próprio mais dramático, muito expressivo e nesse vídeo é bem legal pois acontece um problema com o som, que pode acontecer com qualquer uma de nós, e o que podemos fazer pra sair dessa situação sem deixar a peteca cair!
Falando sobre técnica agora, eu achei uma combinação dela muito interessante ela faz duas ondulações (ou camelo) se deslocando para a direita com a perna esquerda a frente, aí ela faz um twist com a perna esquerda e ela puxa um giro pela frente e para de uma maneira diferente como um suspiro, para o lado esquerdo, ainda na meia ponta, ela desce começa a fazer um oito para trás com a esquerda fazendo-o até diagonal trás e volta o quadril pelo mesmo caminho só que mais rápido, como se tivesse levado um choque, em 3:29.
E nesse vídeo também vemos ela fazendo o que eu havia dito antes sobre as descidas ao chão, que eu particularmente adoro!


segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Quedinha

De novo a Randa Kamel influenciando a dança do ventre no Brasil, mesmo esse passo sendo original da Dina mas raras as bailarinas gostam da Dina comparada ao número de meninas que gostam da Randa então o povo copia mesmo é da Randa, é aquela famosa quedinha pra lateral com o tronco, é um outro passo maravilhoso, lindíssimo e com um efeito divino! Mas tão abusando tanto, mais tanto que está parecendo mais que algumas bailarinas estão bêbadas isso sim, está tendo um efeito contrário, é um passo charmoso pra você fazer o público se derreter, uma coisa mais de entrega, mas o que eu tenho visto é toda hora bailarina "caindo" pra lateral com o tronco beeeeeeeem molinho em momentos que a música não pede esse tipo de coisa.
Na minha humilde opinião acho que por mais que não gostamos, em alguns casos, de assistir vídeos nossos ou nos criticamos severamente quando assistimos é de extrema importância "nos estudarmos" para saber os nossos vícios, passos que estejamos abusando demais, se a dança está previsível ou não, pois eu sou obrigada a assistir muitos vídeos e de todos os tipos de todo o mundo, e vejo bailarinas que você assiste ao primeiro minuto e já sabe o que ela fará nos outros 8 minutos a seguir, por exemplo, como também tem bailarinas que nos encantam e nos surpreende a cada segundo, é uma coisa bem legal pra gente fazer.
Mas por quê eu não disse pra perguntarmos pra uma amiga?
Porque acho que é importante nós nos avaliarmos, nós termos noção de como está a nossa dança, nem todo mundo saber fazer críticas construtivas, nem todo mundo que você acha que quer o seu bem necessariamente o quer, e nem sempre sabemos aceitar as críticas, então são pontos críticos que temos que pensar com calma, se for o caso pague uma aula particular com uma professora que não seja a SUA professora, que não tenha tanta intimidade e peça pra ela uma aula de avaliação, pode ser bastante interessante!

domingo, 7 de novembro de 2010

Dançando em casa

Encontrei por acaso esse vídeo que estava relacionado a uma apresentação de Ghawazee e achei maravilhosa essa seqüência, é baladi. Não necessariamente temos que fazer a técnica só no estilo que a professora ensina ou não música que ela utilizou, mas podemos experimentar em separar a seqüência em técnica por técnica e tentar aplica-la em uma outra dança e assim você vai aumentando teu repertório.




sábado, 6 de novembro de 2010

Ghawazee

Infelizmente vídeos e informações de alguns tipos de folclore são muito difíceis de se encontrar e esse está sendo o maior problema em escrever e mostrar sobre o Ghawazee, e procurando pelo youtube encontrei esse vídeo, que com certeza é um ensaio de alguma turma ou grupo, e dou destaque pra menina com a blusa azul mesmo com a baixa qualidade do vídeo percebe-se que ela tem um quadril soltinho e se não entenderem bem o que ela está fazendo é só olhar a menina atrás dela que está de top, fica mais fácil visualizar o movimento.


terça-feira, 2 de novembro de 2010

Ju Marconato


Resolvi fechar o ano de 2010 falando de uma bailarina brasileira e pedi pra Ju Marconato se ela deixaria que estudássemos sua dança aqui no blog e ela adorou a idéia!!!
Já fiz alguns workshops com ela, e gostei muito, a aula flui muito bem, ela dá dicas legais tanto com relação a técnica também como pessoa e além da noção corporal, simpática e principalmente acessível, nas aulas dela sempre tem uma apostila com o conteúdo a ser trabalhado.
Na dança dela tem vários passos de efeitos que são ótimos para dar uma incrementada na tua dança e criar aquele momento em que o público fica de boca aberta.
Esse vídeo é da apresentação do super noites deste ano e um dos passos que ela fez que eu achei muito legal o efeito está na parte 3:40, a Ju Marconato para com uma perna a frente da outra, estilo básico egípcio, faz um twist com a intenção para trás e já emenda num encaixe de quadril no cóccix que é a posição inicial do camelo invertido que flui até a cabeça. É um passo muito bonito e que tem um efeito visual maravilhoso além de que a técnica utilizada não é difícil, o "tchan" da coisa está na combinação em como ela foi colocada.




segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Passos Inacabados

Dando uma aula de intermediário, aula sobre mini seqüencias e leitura de ritmos, uma aluna comentou comigo sobre os últimos vídeos que ela tem assistido na internet sobre técnicas inacabadas de várias bailarinas mundo a fora e eu já tinha percebido e escutado essa "reclamação" de outras pessoas, tanto alunas quanto professoras e bailarinas, e não é só questão de aceleração ao dançar mas eu vejo mais como querer mostrar serviço porque pra mim acelerar é a pessoa fazer a técnica mas de forma um pouco mais rápida do que a música pede e é exatamente por isso que eu acredito que seja o fato da pessoa querer mostrar serviço, mostrar que sabe várias técnicas e as dominam, e isso acaba por ficar estranho fazendo com que a pessoa perca a vontade de assistir a bailarina.
A música tem uma contagem, os ritmos tem uma velocidade, respeite-os... dance com calma, você tem de 3 a 14 minutos (depende do tamanho da música) pra mostrar "serviço" então não precisa se estressar e tentar mostrar tudo no primeiro minuto que também acaba resultando na sua dança ficar repetitiva e completamente previsível.

sábado, 30 de outubro de 2010

Explicação

Gostaria de avisar a todos que o motivo do blog ter ficado um tempo desatualizado foi por conta do espetáculo de final de ano, sou professora de dança do ventre e responsável por coreografias então preciso cuidar de tudo relacionado as minhas alunas e por conta disso não tive tempo de atualizar o meu blog, mas já o estou colocando em ordem com vários posts atualizados.
E aproveitando gostaria de agradecer de todo coração as minhas meninas pelo dia de ontem, por toda paciência, por horas e horas de ensaio, por todas dores de cabeça que sempre acontecem... você foram guerreiras demais e tenho o maior orgulho de vocês, arrasaram ontem!
E mostraram a todos do que vocês são capazes, PARABÉNS MINHAS "XUXUS"... ADORO VOCÊS!

Ghawazee

Já tinha visto um vídeo dessa bailarina grega, um baladi, e ela tem um quadril muito bom! Bem soltinho, gostoso de se assistir! E encontrei esse vídeo dela dançando ghawazee e achei muito fofo, e aviso as leitoras esse tipo de vestimenta NÃO É DO TRIBAL foi o tribal que IMITOU O GHAWAZEE, lembrando que os ghawazee são ciganos.


Maquiagem

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Nour


Infelizmente esse é o nosso último post sobre a Nour que se mostrou ser uma bailarinas maravilhosa e com uma leitura simples, delicadíssima e diferente do tudo o que temos vistos nas bailarinas atuais e somente porque ela usa movimentos simples, sem pernas altíssimas, jogadas e mais jogadas de cabelo, e todos aqueles "tchans" mesmo sendo russa.
A Nour também usa demais na dança ela a variação de altura mas não significa que ela oscila a meia ponta, não é isso, ela simplesmente utiliza dos níveis de altura o agachar, totalmente alongada, meio termo e ela aplica isso aos passos, por exemplo fazendo um oito para trás ela começa na altura normal e ela começa a abaixar e depois alonga novamente, é bastante interessante.
Esse vídeo dela é maravilhoso, leitura dela está divina! Outro vídeo que dispensa qualquer tipo de comentário técnico, basta assistir e viajar na dança dela, nada mais. O site oficial dela é: http://www.nour-orientaldance.com/en/
E nos próximos 2 meses a bailarina de estudo será Ju Marconato.





segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Arabesque

Uma coisa que eu tenho notado é a quantidade de arabesque que as pessoas tem feito durante a dança seja feito como emenda de passos seja como um deslocamento, é realmente um passo lindo e eu particularmente adoro, mas o problema é que está ficando totalmente previsível e nem sempre é feito da maneira correta, tem um pé torto, mostrando o solado, uns dedos abertos, uma postura caindo, forçando a lombar, umas pernas tortas, etc etc etc.
E todo mundo tá usando do mesmo jeito, com o mesmo braço, mesma leitura, sempre tudo muito igual o que só tem piorado a situação, o problema não é usar o arabesque e sim não abusar, e também mudar um pouquinho a cara dele, tente colocar um "tchan" pra incrementa-lo, ou fazer em um momento da música que a grande maioria não irá fazer e não imaginará que você irá fazer o arabesque naquele momento, pra se tornar interessante e não "lá vem o arabesque de novo!!! Viu?! Eu num disse?!"... Pense nisso!

domingo, 24 de outubro de 2010

Vídeo Extra

Sei que é um blog sobre dança do ventre mas é legal assistirmos outros vídeos de danças diferentes para inspirar e também distrair um pouco.
Como eu já havia dito anteriormente eu simplesmente ADORO as coreografias (de modo geral) norte-americanas, gosto da precisão, da sincronia e do domínio corporal, e das cantoras atuais a que eu mais admiro é a Ciara, aquela mulher é uma coisa... linda, e dança deeemaaaaaaaaaaais!
Esse aqui é um dos vídeos dela que eu mais gosto http://www.youtube.com/watch?v=UH6mwYEgUNM&ob=av3e e esse outro eu fiquei pasma ao 1:49
e pra finalizar o vídeo dela com o Justin Timberlake

Dançando em casa - Sequencia

Encontrei esse vídeo da Ju Marconato e achei muito legal, bastante coisinhas para estudarmos!!!

sábado, 23 de outubro de 2010

Ghawazee

A dança ghawazee é uma dança de terra, caráter pesado, movimentos volumosos e com certeza não é uma dança graciosa, delicada. Os movimentos típico do ghawazee são shimmies, movimentos grandes, e giros é uma comunhão de todas as formas de dança do ventre, mas o seu quadril shimmies normalmente trançado para a frente e para trás, paralelo ao chão, em vez de vertical para cima e para baixo. Eles incluíram muitos gritos estridentes e zaghareets, alguns trabalhos solo e backbends, umas descidas de cabeça ocasionais, o tempo todo tocando snujs. A gestos quase sempre implicam um chamado para o público participar e bater palmas com a música, assim como para conseguir dinheiro.


sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Maquiagem

Hoje mesmo eu estava falando com 2 alunas sobre isso, maquiagem, como tem mulher que enche o rosto de maquiagem a ponto de não termos idéia de sabermos como realmente ela é. Eu sou mega fã das maquiagens mais leve, mais clean, só mesmo pra dar uma disfarçadinha na cara de travesseiro e pronto, e encontrei essa maquiagem super prática e simples.


segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Nour

Uma coisa que eu tenho percebido em vídeos de bailarinas atuais é que os braços estão sempre nas posições básicas (em forma de "L", aberto nas laterais, os dois braços alongados para cima ou para baixo meio escondidinhos) e também as movimentações são básicas ou são os que estão na moda, e das bailarinas atuais que se destaca com o trabalho de braço é a Nour, sem sombra de dúvida e sei que venho batendo nessa tecla desde do início do estudo sobre ela mas como o estudo já está acabando acho importante frisar bem isso, que particularmente eu acredito que essa seja a maior marca da dança dela, como também a suavidade, delicadeza e uma leitura no ponto certo entre o egípcio e a estrutura do balé, acredito que ela seja o ponto certo entre as duas danças.
Existem vídeos de dança que são tão perfeitos na sua simplicidade que dispensam qualquer tipo de comentário de quem quer que seja, é necessário somente parar, esquecer do mundo e curtir o vídeo, simplesmente aprecia-lo!
E esse é um desses vídeos, não tem o que comentar a dança dela está perfeita e mostra que não precisa de passos de impacto, balé e modismo para se fazer uma dança perfeita.



Cambrèe lateral

Nos últimos vídeos que estão pela internet muitas bailarinas estão usando o cambrèe lateral seja em um lento, que é lindíssimo, tanto para mudar de lado.
Esse para mudar de lado você primeiro alonga uma perna na lateral e você vai passando o peso aos poucos, primeiro coxa, depois quadril, abdomen, peito, pescoço e por último cabeça, e o mais importante e ao mesmo tempo o mais difícil é o relaxar pescoço por incrível que pareça... é muito difícil pra muuuuuita gente. Mas enquanto você vai passando o peso do seu corpo da perna base para a perna que está alongada na lateral é importante que você vá girando seu pé (da perna que está alongada) para o lado que você quer ir. É um passo muito bonito e, na minha opnião, é um passo que deve-se usar uma ou duas vezes no máximo pois querendo ou não é um passo de efeito e fazendo mais vezes todo mundo já sabe o que você irá fazer antes mesmo de você pensar em faze-lo.

sábado, 16 de outubro de 2010

Ghawazee

Nossa, tem pouquíssimos vídeos de ghawazee na internet, e os poucos que ainda tem são misturados com o tribal e nisso percebe-se o pouco que se é estudado o folclore, já que sempre "batemos" nas mesmas teclas que são o baladi, saidi e khalegee, o resto é como se não existisse. Além do mais o ghawazee é quadril puro, com ótimos exercícios para soltura de quadril!


sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Dia do Professor

A todos os professores, meus parabéns por esse dia especial!
É um dos trabalhos mais importantes do mundo, muito mais do que se imagina, pois ajuda a formar, em todos os sentidos, as pessoas que seremos amanhã.

Maquiagem

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Nour

Ao procurar vídeos da Nour eu encontro vários vídeos dela dançando em festas particulares, ao contrário de outras bailarinas famosas do Egito, não sei o porque se é cachê, se é pelas roupas, pelo estilo de dança, sinceramente eu não sei e não faço a mínima idéia. Outra coisa que a Nour me mostra que com o arsenal de informações e técnica que nós temos, mesmo que seja a mais básica, podemos montar uma dança legal, limpa, e tecnicamente bem aplicada. Mas também das bailarinas que trabalham no Egito ela é a única que se veste como as bailarinas antigas, com a barriga escondida, sem decotes, sem fendas e é interessante pois enquanto várias bailarinas estão dançando com quase os peitos de fora (tem umas que chegam a ser ridículas na minha opinião) ela não.
Nesse vídeo em que ela está dançando uma percussão em uma festa de casamento, adorei uma brincadeirinha que ela fez com a batida lateral, com o peso em uma perna ela faz duas batidas laterais para o lado oposto e deixa que o movimento leve o seu corpo, dá uma arrastada no pé base para deslocar e dependendo do estilo de música que você esteja dançando pode até dar pequenos pulinhos de vez arrastar o pé no chão (0:38).



segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Mesmice

Por conta do blog sou obrigada a assistir vários tipos de vídeos de dança desde das técnicas mais apuradas a peripécias por aí, independente de que bailarina seja, e uma coisa que eu tenho notado é que está rolando uma mesmice, parece até que por ser final de ano o povo desanimou de estudar e está todo mundo fazendo a mesma coisa, lendo tudo do mesmo jeitinho, sem qualquer tipo de novidade ou criando um momento mágico na dança aonde vai fazer você suspirar, muito pelo contrário está extremamente repetitivo e cansativo. Não significa que você tem que fazer mil passos de efeito, não é isso!!!
Apenas ter a SUA identidade, os seus passos "chave", saber surpreender o público, prende-lo com a tua dança e encanta-los... isso também não quer dizer que todas as bailarinas estão fazendo isso, lógico que tem algumas bailarinas que estão vivendo o seu tempo mágico na dança, de ser reconhecida pelo seu trabalho e dedicação.
Se filmem, assista aos seus vídeos, peça pra uma amiga (amiga de verdade e não cobra!!!) pra te avaliar e observar que passos você está repetindo, como estão seus braços e a sua leitura, o resultado pode ser interessantíssimo!

sábado, 9 de outubro de 2010

Dançando em casa - Coreografia

Atrás de vídeos de dança pelo youtube encontrei esse vídeo de uma coreografia da Munique Neith de um workshop que ela deu na Coréia do Sul.



Ghawazee

Achei esse vídeo de ghawazee em grupo, lá do Canadá, muito legal e bastante fiel as vestimentas usadas pelas meninas, os snujs nas mão e uma dança mais "simples" mas com muuuuuuito quadril, e podem reparar que elas estão vestidas como a foto que eu postei sobre o ghawazee. A resolução do vídeo é muito alta e tive que diminuir e por isso estou disponibilizando também o link no youtube http://www.youtube.com/watch?v=tJLuf7bWk5c .



sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Maquiagem

A resolução desse vídeo é grande e acaba por atrapalhar o visual do blog, por isso estou disponibilizando o link do vídeo de maquiagem.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Nour

Sei que eu já elogiei os braços da Nour, e são realmente lindíssimo, mas de vez em quando a minha vontade é de sergurar o direito ele se "ataca" e fica frenético, parece que o braço tá vivo e se movimenta muito rápido, coisa de doido!
Nesse vídeo da apresentação no festival da Aida Nour, em 2008, adorei essa leitura dela que utiliza todas as direções (frente, trás, laterais, e as quatro diagonais) além da altura, então parte do movimento está em uma altura e parte em outra com um movimento e dá um efeito completamente diferente do que estamos acostumadas a usar e ver, e o que torna mais interessante ainda é que são só passos básicos que ela usa, que aprendemos lá no iniciante.


segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Cadê o saidi?

Várias apresentações de dança que eu tenho visto pelo youtube, de músicas clássicas, quando entra o folclore e é saidi a bailarina se prepara, o pessoal anima, e cadê os passos folclóricos? Tenho visto muitas "pisadas" estilo dabke e não os pulos de clássicos de saidi e nem o simples básico egípcio marcando o ritmo saidi, a entrada dele, a mudança de música não vejo mais. É lindo aquela pisada de dabke? É sim, e é difícil também, mas não é dabke é saidi. No saidi pode até ter essas pisadas, não sei não sou dona da verdade, mas sei que os pulos clássicos e característicos do saidi simplesmente sumiram!
Alguém sabe aonde tá?
Não estou dizendo que todas estão fazendo isso, não! Mas sua grande maioria sim!

domingo, 3 de outubro de 2010

Novidade!

Oi meninas!
O blog está totalmente atualizado e os comentários respondidos, e como eu havia dito antes o blog agora tem um e-mail para contato, aonde vocês podem mandar sugestões, dicas, curiosidades, coisas que querem saber, perguntas, etc.
O e-mail é dunia.duniablog@gmail.com .
Beijos a todas!

sábado, 2 de outubro de 2010

Ghawazee


O dançarinos de ghawazee eram os ciganos de antigamente, e por conta disso foram muito perseguidos durante séculos e se concentraram em 2 partes do Egito em especial, na região Delta do Nilo e na região Saaid.
Sempre usam duas saias bem volumosas, tocam snujs, usam guisos bem barulhentos, colete e tudo sempre bem colorido, é uma dança mais rústica com braços simples, pé no chão, fortes tremidos, sensuais, fazem muita ondulação com o ventre. Elas não tem a preocupação com técnica perfeita, dançam pelo prazer e são muito alegres mas o quadril é completamente solto!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Vídeo sobre o giro lento

Como eu já tinha falado sobre o "giro lento" no post sobre "moda" no dia 07 de setembro e a Larissa me pediu para postar um vídeo aonde alguma bailarina o executasse, e assistindo ontem o vídeo da Priscilla Samra acabei encontrando o mesmo vídeo.
O giro ela faz em 1:50.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Nour

A Nour é uma bailarina fascinante! Simples, super delicada, com braços espetaculares, e a leitura dela é bem interessante e bem egípcia mas sem qualquer tipo de passo de impacto, completamente diferente das próprias russas e americanas.
E outra coisa que eu acho bem interessante na dança dela é que a Nour não fica deslocando e deslocando pelo palco mesmo quando tem um taksim maravilhoso o povo inventa de deslocar.
E por incrível que pareça iremos falar de um simples deslocamento, ela dá 2 passos grandes e no terceiro passo ela pisa e desliza o outro por trás dando uma leve cruzada fazendo com que o quadril deslize para a lateral (1:36), e inclusive no último ela faz um leve shimmie.



segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Giro

De novo o giro está na moda!
Mas dessa vez é um outro giro, o giro normal que é muito usado em finalizações de música, enquanto a música está acabando a bailarina começa a girar lá lindamente e a maioria usa os braços ao lado do corpo subindo e descendo os braços, algumas bailarinas alternam os braços sobe um e desce o outro, e outras trabalham os dois juntos.
Mas mesmo para o giro que eles vão alternados sobe-se os dois braços juntos até um certo ponto e depois sim, um alonga totalmente para cima e o outro para baixo, e depois troca.
É lindíssimo esse giro e várias bailarinas estão usando-o.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Nour Russa

Nesse vídeo a Nour interpreta Oum Kolthoum, linda a leitura!
Duas mini seqüências que ela fez e que podemos usar bastante!
Ela faz muito nessa música dois souhers (ou soldadinhos) para a direita, sendo que no segundo ela sustenta o peso ainda na direita e com a perna esquerda ela desenha uma meia lua passando a perna para trás junto com o peso em um pequeno cambreè (1:10)... chiquérrimo!
Na outra, de perfil para o público ela faz 2 "monas" (técnica explicada no blog no tema "dançando em casa") bem rápidinhos sendo que no último ela sustenta o peso na perna de trás e passa a perna que está na frente para trás desenhando uma pequena meia lua na lateral só como um apoio, fazendo pliê, para pegar impulso pro deslocamento. Ela anda fazendo uma meia lua, não muito grande, indo para o fundo e depois vira para o público e emenda com um arabesque bem alto e sustentando 1 tempo nele, ela faz até ficar de costas para o público, ela passa o peso rapidamente para a perna base do arabesque e dá 2 passos pra ficar de frente pro público novamente ela usa um redondo grande e depois o completa normalmente (1:47).


segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Canal no Youtube

Isso vem acontecendo já tem um tempinho mas parece que agora teve o verdadeiro Boom da coisa, várias bailarinas tem seu próprio canal no youtube que é uma grande ferramenta de ajuda para promover seu trabalho, seja vídeo dançando seja um pedacinho de um vídeo de aula para mostrar sua didática, acredito que ambos sejam muito válidos e de grande importância.
Só que para postar um vídeo na internet, na minha opinião, a bailarina deveria assistir o vídeo antes e se aprova ou não, pois querendo ou não do mesmo jeito que um vídeo pode ajuda-la na divulgação pode ao mesmo tempo queima-la, o que não é legal.
Além do mais também não precisa postar todo vídeo seu porque senão você acaba criando uma overdose e a sua dança perde a graça, na minha opinião acredito que seja melhor você postar os teus melhores vídeo e dá um intervalo entre eles, pra criar aquela expectativa de um vídeo novo teu na internet, da alegria em poder te assistir, etc, acho que seja muito mais válido assim.

sábado, 18 de setembro de 2010

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Aviso! - POST EXTRA!


Oi meninas!
Um pequeno aviso o blog está passando por mudanças mais uma vez, mas dessa vez será rápida, como vocês podem ver tem uma janela no blog com os "tags" de cada post aonde vocês podem procurar um determinado post através do seu estilo e não precisa ficar procurando no blog todo pra encontrar esse post.
O blog será dividido de acordo com o tema de cada dia "Moda, Bailarina (a ser estudada), Maquiagem, Dançando em casa, Folclore, Post Extra, Aviso", esses serão os básicos e alguns outros caso eu veja que estamos comentando muito sobre esse determinado assunto como "Braços, Arabesque, Redondos, e etc.", e além de tudo isso teremos também os nomes de algumas bailarinas nessa lista.
Espero que vocês gostem dessa mudança e caso tenha alguma sugestão logo logo estarei disponibilizando um e-mail para que vocês possam entrar em contato comigo.
Muito obrigada, e tenham um ótimo final de semana!

Maquiagem

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Nour russa

Encontrei uma pérola da Nour um vídeo de 1997 dela dançando em Moscou, e é notável que a dança dela mudou, mas não só no sentido de evoluir mas também no sentido de mudar de estilo.
Ela hoje em dia é muito mais clássica, mais egípcia, eu diria até como as bailarinas antigas eu não a acho uma bailarina "moderna" pelo seu tipo de leitura, mas nesse vídeo ela está "agitada", diferente.
Agora vamos falar da parte técnica, logo no começo do vídeo ela faz um rápido deslocamento andando para a lateral esquerda com uma perna a frente da outra, não sei o nome desse passinho e se é de autoria dela.
Mas vamos pra explicação:
Ela desloca para a esquerda, e a perna esquerda vai para trás e as pernas não são muito afastadas pois senão não dá para fazer o passo, ela faz um redondo meio oval (como uma bola de futebol americano) e ela está na diagonal, só que quando ela faz a parte de trás da "bola" ela dá um pouco mais de ênfase com uma pequena batidinha.


Nour (0:08)

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Gritos!

Tem milhares de vídeos na internet ao qual a bailarina está dançando e você ali completamente concentrada e tentando entender a técnica ou somente admirando e viajando na dança dela, quando de repente aparece um grito... tá certo que o vídeo acaba se tornando "chatinho" por conta disso (os vídeos da Saida são mestres nisso!) mas tem uns vídeos que eu tenho visto pelo youtube aonde ficam gritando "gostosaaaaa" e dá pra ver a bailarina super sem graça e constrangida desse fato, e olha que eu nem estou falando de bar, shopping center e coisas do tipo não, estou falando de um lugar de respeito aonde vão famílias, crianças, casais, e confesso que eu também fico com vergonha por ela (a bailarina) que não pode ter atitude nenhuma, e nem demonstrar o seu desgosto pelo fato.
E quando alguém grita durante um taksim? É leeeeeeento! Nem tem o que gritar e sim admirar, quem está assistindo chega a levar um susto, e imagine a bailarina então?!
Genteeeemmm... menos, por favor!

domingo, 12 de setembro de 2010

Dançando em casa

Assistindo a um vídeo da Mahaila el Helwa e vi que ela faz um movimento que a Saida também faz mas eu, particularmente, achei mais fofo nela do que na Saida, e também não tenho nada contra a Saida e gosto muito dela, é uma combinação de dois passos muito usados para deslocamentos que são o tremido na meia ponta e o camelo invertido.
A técnica do tremido na meia ponta é a seguinte, deixe toda a musculatura das suas pernas e bumbum completamente relaxadas e suba na meia ponta, mas não deixe a perna completamente esticada mas também não é dobrada é simplesmente como você anda, e pense pisar no mesmo lugar um pé por vez bem rápido e também não pode tirar muito os pés do chão, tira-se o mínimo possível.
Depois de treinar bastante o tremido na meia ponta tanto se mantendo em um lugar específico quanto deslocando para as laterais você irá acrescentar o camelo invertido, SÓ QUE o camelo deve ser pequeno senão irá atrapalhar o tremido e o camelo invertido também pode "subir" até o peito ou finalizar no abdômen aí depende da leitura que você está fazendo.


Mahaila el Helwa (2:01)

Explicação =p

Oi meninas!
Sei que o blog andou um tanto que desatualizado mas foi por motivo de viagem que tive de fazer e o oba-oba de trabalho e finalmente está sendo atualizado (eeee!!!), ou seja, tem muito post antigo que está atualizado de "moda" e "dançando em casa", ok?
Ainda vou responder aos comentários que deixaram aqui no blog, e agradeço pelo carinho!
E estou muito muito muito feliz em saber que tem gente do Brasil todo visitando o blog, confesso que me surpreendi com isso não tinha a menor idéia da dimensão que o blog tomou, até mesmo porque ele começou como uma ferramenta simples de estudo que seria usado pelas minhas alunas e aonde eu posso expor as minhas opiniões e hoje eu vejo que tem visitas de cada canto do Brasil, muitíssimo obrigada!!!
E também levei um susto quando eu vi que o blog tem visitas de Portugal, Alemanha, Estados Unidos, Hungria, Argentina, Marrocos, Egito, Arábia Saudita, Líbano, Japão, e outros países que agora eu não me lembro, muito obrigada!

Folclore

Priscilla é uma bailarina fantástica que também entende muito de folclore e adoro suas apresentações no super noites de folclores, são verdadeiras preciosidades para nosso estudo. Essa é uma das apresentações dela, aproveitem!


Maquiagem

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Nour

Acho uma pena ter tão poucos vídeos da Nour seja na internet seja em dvd, ela é tão linda, tão suave e que leitura essa mulher tem, poutz!
Além de linda ela é super carismática dançando e dá pra ver o quanto ela gosta de dançar no rosto dela, quando ela escuta as palmas a expressão dela muda completamente, acho isso incrível!
Indo para a parte técnica, um passinho que ela fez que é super simples mas deu um efeito legal na dança dela é o andar de costas fazendo uma meia lua e encaixando o quadril no cóccix a cada pisada, eu achei fantástico pois fazemos isso só na meia ponta e deslocando para as laterais e com velocidade e ela fez numa forma tão simples e tão bonita que foi justamente essa simplicidade que deu o "tchan" pro passo (0:14).
Outro passo que ela fez que eu adorei foi o oito para baixo, ou oito maia, feito na meia ponta só que com um pé na frente do outro e deu uma leve acelerada no passo, achei muuiito fofo (0:29).


terça-feira, 7 de setembro de 2010

Forma Física

Estive pensando em escrever sobre isso já tem um bom tempo e depois da conversa que eu tive com algumas alunas só me deu mais vontade de escrever a respeito, sobre a forma física que as bailarinas devem ter.
O Brasil é, comprovado, o país que a população mais se preocupa com a forma física... isso é fato!
Quem nunca se preocupou com os quilinhos a mais? Da barriga que está grande? Que a bunda ficou maior e está horrível? Que se sente insatisfeita consigo? Que ficou triste por aquele jeans não entrar mais? Que vai se matricular na academia e fazer massagens para entrar naquele biquíni no próximo verão? Que tem vergonha de trocar de roupa na frente das colegas? Todas nós já pensamos nisso e sentimos essa frustração, não adianta negar pois mulher é assim mesmo.
Aí o que escutam, que dança do ventre é uma dança livre e todas nós podemos fazer independentemente de idade ou forma física... sim, isso é verdade! A dança do ventre não é como o balé por exemplo, que tem que se começar de criança e ser magra para ter um melhor desempenho. Aí se teve uma grande discussão sobre a forma física das bailarinas de dança do ventre aqui no Brasil que devem estar em forma e isso dividiu opiniões no Brasil inteiro, mas uma coisa não podemos negar jamais PARA O POVO BRASILEIRO A MULHER, DE MODO GERAL, TEM QUE TER O CORPO EM FORMA... não quero confusão e também não é mentira!
Nós somos cobradas para tal, se assistimos a TV e uma atriz X não está com aquele corpo já comentamos a respeito e isso não se resume apenas as mulheres mas aos homens também, exigimos isso inconscientemente. Se estamos na praia e passa uma mulher com um corpão sentimos uma invejinha, ou também o pessoal que não vai pra praia para não se expor e sentir vergonha de si, tem de tudo!
Quantas vezes eu já não vi apresentações de bailarinas que estavam acima do peso e o público leigo a criticou por conta do peso, ou fez cara feia, ou fez algum comentário desagradável, inúmeras vezes e querendo ou não a bailarina percebe e fica mal por conta disso, intimida e estraga seu brilho, seu momento, sua apresentação, como eu já tinha dito antes, a forma física para o público brasileiro é fundamental.
Mas o querer mudar tem de partir da pessoa, de como ela se sente consigo para querer mudar, todas tem de ser magra? Lógico que não! Isso depende único e exclusivamente da tua vontade, dos teus objetivos e da tua saúde, se você se sente bem estando acima do peso, ok... senão, tente mudar de forma saudável, sem dietas loucas!
Nos países árabes que sim, se a bailarina for cheinha não tem tanto problema eles gostam de mulher assim e podem conferir que a Randa, Dina, não são magrinhas como a Soraya por exemplo, e elas só estão mais magras por conta da própria Soraya e também por conta das ocidentais, para agrada-las, por empatia as ocidentais somente.
Mas também ser magra demais não agrada e dá agonia ao público, eles acham que a bailarina vai "quebrar", não gostam de ver os "ossos mexendo" e muitas das vezes eles não gostam da bailarina magra demais também não.
Forma física é uma faca de ponta dupla, ser cheinha é um "problema" e ser magra demais também é um "problema", mas temos que pensar no que nós queremos e nossos objetivos apenas e principalmente a nossa saúde porque nada em excesso faz bem.

Giro lento

Uma coisa que eu percebi assistindo a vários vídeos de dança hoje é que muitas bailarinas estão fazendo o giro egípcio de forma lenta, por exemplo: a bailarina tá lá dançando normalmente aí vem uma flauta mais lenta e essa flauta ela marca com esse giro egípcio bem lento e depois volta a dançar normalmente. E não estão fazendo isso com véu e sim sem ele e encarando público, fica lindo o efeito mas pra isso acontecer ele deve ser executado de forma PERFEITA senão não rola!
Pois aí até o leigo irá perceber se a bailarina está toda tronxa ou não, então se quiser executá-lo peça para alguém avaliar teu giro e se estiver ok use-o sem medo de ser feliz senão estude-o um pouquinho mais antes de pagar mico.

domingo, 5 de setembro de 2010

Folclore

Das bailarinas brasileiras eu tiro o meu chapéu com o maior prazer pra Maíra Magno por conta do seu estudo nas danças folclóricas, o que eu acho interessante é que ela procura por danças que maioria de nós nem nunca ouviu falar e faz apresentações belíssimas de cair o queixo de qualquer pessoa, parabéns!
Esse é um dos vídeos das maravilhosas apresentações de folclore.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Nour

Uma bailarina russa de uma delicadeza impecável muito diferente do que imaginamos sobre as bailarinas russas, seu trabalho de braço é simplesmente PERFEITO!!!
Mas o braço direito dela é muito mais vivo do que o esquerdo, várias das vezes ela fica com o braço esquerdo parado e trabalha só o direito, então meninas tentem trabalhar os dois braços da mesma maneira. Seu figurino é igual as bailarinas antigas, saias godês, telinha na barriga, roupa não é decotada e ela ainda dança com saltinho. Eu, particularmente, adoro a leitura dela e a acho uma bailarina que te prende, você começa assistir ao dvd dela e viaja na dança, curte a dança dela e esse início do vídeo é simplesmente perfeito, o violino é difícil e ela faz com um charme e tão molinha, adorei!


Roupa


Acredito que tenha sido mais divulgado com a Elis Pinheiro essa moda, pois que eu me lembre ela foi a primeira bailarina conhecida nacionalmente, que eu me lembre, que eu vi usando isso, enfim pode ter sido outra pessoa também... sabe se lá!
Já conhecia esse tipo de saia bem antes mas o povo está usando muito agora, é saia com tirar de musseline e acredito que dão uma leve queimadinha na borda para dar o efeito.
Não sei como se faz de fato, mas que o povo tá usando muito é fato!!!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Dançando em casa - Tranquinho

Para Samara!

Esse não é o mesmo post aonde eu explico uma junção entre o tranquinho e o oito para trás, esse é para explicar o movimento em si, apenas o tranquinho. Pelo que eu tenho visto nos últimos anos muitas meninas tem dificuldade com esse movimento não sabem de onde vem, pra onde vai, como funciona, e que músculos utilizar e se precisa deles.
Eu penso, primeiramente, na movimentação de quadril como um todo, girando-o por inteiro como o twist dos rocks antigos, treinou? Respirou direitinho para não ficar com dores no abdômen? Tudo tranquilo?
Ok, então vamos para a próxima parte... esse mesmo círculo que você faz com o quadril, sem sair do lugar, divida-o em 4: frente direita, frente esquerda, trás direita, trás esquerda. E agora será como o nosso twist que usamos nas nossas danças, SÓ QUE você irá ignorar a parte da frente e treine só o trás. Conseguiu? Tanto para um lado quanto para o outro para não ser bailarina que só saber dançar em uma direção?
Agora vamos executa-lo, coloque o peso sob uma perna mas não deslize demais o quadril para a lateral, sempre mantendo a linha do teu corpo, e devagar pense em um twist para trás junto com o encaixe do cóccix, isso mesmo... você irá combinar esses dois movimentos e sempre pensando em colocar o bumbum para dentro, para dar mais efeito pode contrair a musculatura mas sempre sem força nenhuma!

Khaleege

Procurando vídeos de Khaleege pra postar aqui no blog encontrei o vídeo dessa menininha dançando khaleege no programa "Qual é o seu talento?" e eu achei meeeeeeega fofa e iria postar o vídeo aqui, mas encontrei o vídeo dela se apresentando em um concurso de dança e ganhei o primeiro lugar, muuuuuuuuuito fofa!!!
Aqui está o link do vídeo http://www.youtube.com/watch?v=1Ra3q-CSL9k .


Maquiagem

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Naima AKef

Esse, infelizmente, é o último post sobre essa bailarina maravilhosa que é a Naima Akef... para nossa tristeza existem poucos vídeos devido a sua morte precoce, mas os poucos vídeo que temos dela são riquíssimos em técnica e beleza.
Uma coisa que eu percebi assistindo aos vídeos da Naima é que ela usa muito as pernas, alongadas, marcações com o pé, esse tipo de coisa, e podemos ver isso nas bailarinas atuais mas não porque elas estudam a Naima Akef e sim porque a Randa estuda a Naima, e acaba por influenciar indiretamente as bailarinas de hoje.
Outra coisinha que eu vi nos vídeos dela é que a dança dela é feita pela combinação de passos básicos diferentemente da Samia Gamal que na minha opnião era mais atrevida para a época do que a Naima e a Taheya Karioka, mas eu acho isso super interessante é a dança mais pura do que atualmente pois vemos muitas fusões e influências de outras danças na dança do ventre, e apartir dos passos básico é que criamos o nosso leque de técnicas que podemos utilizar durante a nossa dança.
Indo pra parte técnica agora, eu acho a Naima sensual mas ela é um sensual muito sutil, muito mesmo! Como eu já havia dito antes ela usa muito os oitos, seja na horizontal ou na vertical, nesse caso ela faz um oito para cima pra se deslocar para lateral só que ele é "beeeeeem magrinho" e ao mesmo tempo bem pequenininho... exemplo, você vai para o lado direito, o quadril do lado esquerdo você faz uma bolinha bem pequenininha mas muito redonda e do lado direito é como se a bola estivesse "esmagada", ou seja, será mais comprimada e não redondinha como um grão de arroz por exemplo, um desenho mais oval do que redondo mas sempre "magrinho" (2:12).
Dou destaque também para o seu alongamento, ela faz cambrèes e redondões maravilhosos!!!






Estou apaixonada por esse vídeo da Naima, ela tá mais solta, mais espevitada, e a leitura incrível!!! Já falei desse vídeo antes por conta da leitura dela do arcodeon que foi simplesmente impecável! Logo no comecinho quando a música começa e ela vai se deslocando para trás ela faz um shimmiezinho com o quadril e emenda com um mini-camelo, e o efeito do DUM é com o final do camelo (0:06), super simples mas eu adorei!!!
E também no começo ela faz um deslocamento mega simples só balançando o quadril de um lado para o outro EXTREMAMENTE MOLINHO (0:20) só que esse ela faz no lugar, pra um leve deslocamento e a Naima repete o movimento mais a frente só que mudou um pouco o passo, ela dá mais intenção para um dos lados, o lado que ela está indo, e a perna contrária ao lado que está indo... por exemplo, ela vai para esquerda a ênfase é maior do lado esquerdo, mas isso não quer dizer que é mais forte pra esse lado e sim que ele é maior do que o outro mas sempre EXTREMAMENTE MOLINHO!!! E a perna que vai a frente é o lado DIREITO e esquerda atrás (0:42).


segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Descidas

Pode ser influencia do Tito, pois é o bailarino que eu mais vejo fazendo isso, ou que o povo tenha surtado (hahahaha...) mas estou vendo muitas bailarinas descendo em algum momento da dança e dançando agachada nem que seja por 5 segundinhos mas só pra fazer uma graça e depois sobem e continuam dançando normalmente, outras "sentam" mesmo no chão e trabalham o lento que, particularmente, acho que dá todo um "tchan" na dança, fica super interessante!
Das bailarinas brasileiras a que mais faz isso é a Ju Marconato, seja numa dança mais moderna seja em um lento, mas hoje em dia outras bailarinas também estão fazendo isso e a galera se amarra!
Mas se você for fazer cuidado com a postura, ao subir pra não empinar o bumbum e sem querer meter na cara de alguém e treine bastante antes pra não fazer feio.


Ju Marconato


Tito


Nesrine
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...