quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Pra Mulherada...

Dançando em casa - Oitos na vertical

Tenho visto, durante as minhas aulas e aula as quais eu sou estudante, que muitas meninas os tem feito de maneira incorreta, com uma torção, seja pra frente ou pra trás, isso acaba prejudicando as evoluções futuras, pois a base está incorreta.
Temos que pensar como essa linha lateral como uma linha reta, um símbolo do infinito perfeito e não em 3D, então uma dica que eu dou é imaginar 2 paredes de vidro e você só pode sair do meio delas fazendo ou o oito pra cima (egípcio) ou o oito pra baixo (maia).
Outra dica, se na sua casa o piso for de azulejo, aproveite a linha entre um quadradinho e outro e tente desenhar com o quadril uma linha paralela a linha do piso, ambas as dicas funcionam horrores.
Pra saber se vocês estão fazendo torto ou não, abrace o quadril de vocês ou peça a uma amiga, namorado, marido, e veja se um lado do quadril encostar no braço da pessoa e se sim, você está fazendo torto.
Outra coisinha a respeito dos oitos na vertical, cuidado com os pés... também vejo muita gente os entortando os pés, sendo que acontece uma transferência de peso no peito do pé.
Espero que essas dicas as tenha ajudado de alguma maneira!

=)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Animação

Nesse último sábado fui a um chá árabe, pelo Zahra Studio, que eu amei e cheguei a me arrepiar horrores com algumas amigas dançando, e faz muito tempo que eu não me sentia assim, mesmo não tendo dançando (fiquei somente como cameramgirl... hahahaha) eu sai realizada de lá.
Sim, é sério eu sai muito realizada!!!
Você no mínimo deve tá se perguntando "Como uma pessoa pode sair realizada de um show sem ter dançado?"
Simples, saí realizada principalmente por ter visto minha aluna ARRASANDO no chá, foi linda... siiiiiiiiim, é uma coisa meio mãe coruja, mas ela é minha aluna há 1 ano e tenho que confirmar sim, ela foi divina, amei!!!
Sai realizada também por ver amigas minhas brilhando horrores, que nos fez viajar só com uma pose e um olhar, me fez arrepiar tua dança, paixão!!!
Teve uma coisa engraçadíssima, duas amigas minhas, sem saber uma da dança da outra, fizeram o mesmo movimento (que não é comum), no mesmo lugar, do mesmo jeito, a mesma cara... hauhauahuahuahauhauahuahaua!
Eu ri muito com as duas!!!
Vi um pouco de dança de bailarina de fora, a Elis Pinheiro, LINDAAAAAAAAAAAA, amei sua dança... foi simplesmente perfeita... e isso tudo me animou a estudar, procurar coisas novas, diferentes, dar uma turbinada na minha dança.
Sai de lá com um gostinho de quero mais, coisa que eu não sentia havia muito tempo.
Adorei!!!

domingo, 27 de setembro de 2009

Post extra - Vídeo da Lulu

Kahina

Confesso que não sou de assistir muito seus vídeos ultimamente, já fiz alguns workshops com ela e já tive uma época, há uns 4 anos atrás, era mega fã da Kahina. Enfim, ela me surpreendeu nesse vídeo gostei muito alguns movimentos legais para serem estudados, alguns charminhos e pernas altas.

Maquiagem - Make up

Oi meninas!
Sei que eu andei afastada do blog nesses últimos dias, mas ando a mil!!!
Enfim, hoje eu vou postar uma maquiagem um pouquinho diferente, é ótima pro dia-a-dia e também pra darmos aula, já que várias alunas gostam de nos ver um pouquinho produzidas e principalmente pra quando estamos sem tempo, é uma maquiagem rápida e prática.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Souher Zaki

Conheço muita gente que não gosta de sua dança, eu acho uma fofa e que quadril é aquele?!
Prefiro os vídeos dela quando ela era novinha, ela é considerada a ÚNICA bailarina com a leitura perfeita, ou seja, ela não perde uma marcação da música, ela NUNCA levantou a voz pra ninguém da orquestra dela, e também não deu ataque de estrelismo (muito comum, até mesmo entre alunas!).
Nesse vídeo podemos ver o quadril e as pernas com perfeição, o trabalho de ísquio e cox super bem marcado, sem contar o suheir nas suas 1001 maneiras de fazê-lo.
Não posso anexar o vídeo aqui, MELECA, mas deixo o link pra vocês acessarem.

http://www.youtube.com/watch?v=AbWs8F2nVjQ

CUIDADO!

Estava lendo o blog da Luana Mello quando eu vi o post "Parto Prematuro", que é comentando sobre uma pessoa que com SÓ 7 meses de dança já estava dando aula.
Eu comentei algo parecido com isso me referindo as "profissionais da dança" que se intitulam professoras e bailarinas e acabam por estragar o corpo das alunas, como eu citei o caso de 2 alunas minhas que estão com problemas de saúde por conta disso, hoje sofrem com dores nas articulações por conta dessas professoras prematuras.
Gente, tenham muito cuidado tanto quem está contratando essa "profissional" quanto quem vai fazer aula com a dita cuja, não acredito que alguém queira sentir dores, e que ninguém seja processado.
Isso é muito sério e existem muitas dessas "profissionais", caramba passamos meses pra aprender uma técnica, pra entender como funciona, pra saber a dinâmica disso, e alguém só porque tem talento pra coisa já é empurrado pra ser professora?!
Assim como as outras danças não é uma coisa que aprendemos do dia pra noite, não só dança mais na vida de modo geral, podemos ter mais facilidades pra uma coisa mas pra outra não, você tem que entender como funciona no teu corpo, pra tirar como BASE pra você trabalhar no corpo alheio.
Então pra que perder tempo fazendo workshops? Pra que fazer curso profissionalizante? Pra que estudar que nem uma louca?
Se querem transformar a dança do ventre em algo de respeito, de ética pra ser levado a sério como um balé no mundo da dança, e como uma outra profissão qualquer no mercado de trabalho, então vamos tomar consciência que existe aos montes essas "profissionais" e tentar acabar com isso o quanto antes, porque do mesmo jeito que não teve ética o suficiente pra ver que só esse tempo de dança não te dá base pra ser professora, imaginem então o que rola em uma apresentação, no mínimo uma baixariazinha básica!
Tomem muito cuidado!!!

sábado, 19 de setembro de 2009

POST EXTRA - POST EXTRA - POST EXTRA

Hoje eu estava comentando com umas alunas sobre fusões, e comentei sobre um Tango X Dança do ventre que é simplesmente perfeito, mas muita das meninas não conhecem o vídeo então vou posta-lo pra vocês, é o melhor vídeo de dança do ventre com tango que existe!!!

Bailarinas: Polímnia Garro, Elis Pinheiro e Danny Negri.

Polímnia Garro

Hoje eu vou variar um pouco, falar sobre uma bailarina que não escuto falar muito nos locais aonde eu tenho freqüentado mas que eu adoro de paixão!
Polímnia Garro!
É uma bailarina da Khan el Khalili, selecionada em 2001, tem a base libanesa, fez aulas com Brigitte Bacha em Minas Gerais.
Vocês podem, e provavelmente vão, estranhar a dança dela no começo, mas eu acho mega charmosa, carismática, dá pra ver o quanto ela se diverte dançando, o quanto ela tá ali junto com o povo vibrando, é uma dança mais forte, despojada, com várias jogadas de cabelo (haja pescoço pra isso!!!). É uma aula apaixonante, que te faz querer ficar até o último segundo e sempre com gostinho de quero mais, uma professora que não tem medo de compartilhar as informações, que te ajuda até você fazer o passo, adoro!!!
Então, na minha humilde opnião e o blog é MEU, falo o que eu quero sem agredir a ninguém ( =D ), é uma dança com muito charmes, momentos tchans, que nos prendem, adoro a expressão dela de moleca, vemos que ela está de divertindo, e um quadril divino... Poli é tudo de bom!


Maquiagem - Make up

Uma maquiagem diferente, colorida que eu simplesmente adorei de paixão!!!
Linda!!!
Curtam... =)

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Dançando em casa - Alongamento

Sei que atrasei um pouco a série, mas ando num corre-corre horroroso!
Enfim, hoje vou falar sobre alongamentos. É algo essencial, que deve ser feito a risca pra não ter qualquer tipo de lesão e tensão muscular, e vejo muitas (mas muitas alunas mesmo!!!) que fazem o "alongamento meia boca" porque dói, então não alongam as pernas, não encaixam o quadril, não faz direito e depois está com dores e a culpa é da professora! Não mesmo!!! ¬¬'
Ninguém é bebê, criancinha de colo pra gente ter que estar carregando, me poupe, né?!
Quando a gente fala "alonga, estica essas pernas, tenta pegar no teto, tenta pegar no espelho", escutamos "ah não professora, dói... não vou fazer não!"
Aí eu sou terrorista mesmo, quase um Osama Bin Laden, tá bom se você tiver uma lesão muscular e ficar travada morrendo de dor por dias, o problema é teu, lembre-se bem do que você me disse!
A aluna está assumindo o risco de se machucar, e depois tá no hospital na fila da ortopedia.
Efeitos do alongamento:
- Redução de tensões musculares;
- Relaxamento;
- Benefício para a coordenação, pois os movimentos se tornam mais soltos e fáceis;
- Aumento do arco de maleabilidade;
- Prevenção de lesões;
- Facilita atividades de desgasta , como por exemplo, corrida, natação, tênis, ciclismo, etc;
- Desenvolve a consciência corporal, a medida que a pessoa focaliza a parte do corpo que está sendo alongada;
- Ativa a circulação;
- Ajuda no aquecimento, à medida que eleva a temperatura do corpo;
- Ajuda a liberar movimentos bloqueados por tensões emocionais.

Então, é essencial que você mantenha a postura correta, ou seja, coluna alongada, costelas fechadas, quadril encaixado, não contraia qualquer músculo porque irá doer do mesmo jeito e nunca irá alongar, e respire normalmente, enfim RELAXE!
Depois irei disponibilizar alguns vídeos de alongamentos ou escreverei alguns exercícios aqui, ainda estou a caça... hahahahaha!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Bailarinas Libanesas

Afinal de contas, quando alguém diz "Fulana é libanesa!", o que será que quis dizer com isso? Que a dança é forte? Que fulana dança torta? Fulana é simpática? Fulana tem carisma? Fulana dança com roupas "ousadas"? Fulana dança com sapatos? O que é realmente ser uma bailarina libanesa?
Me perguntei isso por muito tempo, já fui chamada de bailarina libanesa mesmo sendo que eu NUNCA estudei, tinha pré conceitos com relação a elas me recusava a assisti-las depois que eu escutei que bailarina libanesa é feia, é torta, mesmo que a primeira bailarina que eu tenha visto através de dvd tenha sido uma libanesa, Maya Abi Saad, e me apaixonei pela sua dança impactante e envolvente, e me lembro bem que quando eu descobri que ela era libanesa quase enfartei... hahahahahhahahaa!
Eu não queria acreditar que ela era libanesa, foi uma guerra dentro de mim, um lado era completamente fã dela e o outro tinha asco porque tinha escutado de várias pessoas que ser libanesa era quase um pecado.
Assisti a alguns vídeos de bailarinas libanesas antes de escrever esse post, pra poder mostrar vocês algumas bailarinas libanesas e terem idéia do que eu vou falar.
Então vamos falar das libanesas por partes...
Eu acho as libanesas mais carismáticas do que as outras bailarinas, do que as egípcias, as turcas, as americanas, as brasileiras, não é desmerecendo a expressão de ninguém, temos bailarinas com expressões realmente impressionantes de nos fazer arrepiar, chorar, viajar na dança dela, mas quando elas dançam elas mostram realmente que gostam daquilo, gostam de dançar, de estar ali.
O dançar com salto e/ou com roupas ousadas não corresponde somente as libanesas, mas o mundo árabe de modo geral (já comentei sobre isso em um post sobre a Dina), é uma questão de "modernização", nós não usamos roupas das nossas avós, né?! Então é a mesma coisa pra elas na dança do ventre.
Aí entramos em um campo minado, "a libanesa tem dança forte" então se for assim a Randa Kamel e a Fifi Abdou são libanesas e não fomos informadas porque nenhuma das duas são poço de suavidade, como o pessoal da excursão pro Egito diz que quando ela dança (a Randa dança em um barco no Rio Nilo) parece que ela vai furar o chão de tanta força que essa mulher tem nas pernas, a Fifi Abdou é a mesma coisa como vocês podem ver na dança dela, uma outra bailarina egípcia que eu acho que tem uma dança marcante é a Dandash, podemos ver a musculatura tanto dela quanto da Randa Kamel saltando de tanta contração muscular, enfim eu não concordo que ter uma dança forte significa ser libanesa, não porque eu tenho uma dança assim, mas porque temos exemplo de bailarinas egípcias com danças fortes e a galera vai ao delírio com elas. A Randa é terra, é força, domínio da musculatura, é bailarina da música clássica mas não é delicada, a Fifi já é povão, terra também, um jeito mais desbocado de ser... AMO AS DUAS DE PAIXÃO! E ambas possuem um quadril forte, marcado, preciso.
Sobre dançar torta, temos alguns (poucos) exemplos de bailarinas que não tem lá essa postura, mas nada comparado as das libanesas... em alguns passos parecem que elas vão deitar, não me perguntem o por quê disso pois não sei explicar.
EU, DÚNIA, acredito que o ser libanesa é o não ter a técnica muito apurada quanto a egípcia, essa preocupação com a técnica que a egípcia tem, em compensação a libanesa é muito mais criativa nas suas danças, a libanesa ousa mais e sem medo de ser feliz. Então vale a pena estuda-las, mas a partir de um certo conhecimento técnico para que você não cometa os mesmo erros de postura, pernas abertas, etc e por isso também que EU, DÚNIA, não aconselho aluna que não esteja no mínimo com 1 ano e meio de intermediário a estuda-las, pois aí sim eu acredito que você já saiba filtrar o que elas tem de bom a nos oferecer.
Uma vez conversando com uma bailarina famosíssima, não vou citar nomes pois ela é minha amiga pessoal fora dessa vida de bailarecas, ela me contou que tinha o mesmo pré conceito com relação as libanesas, que o quê eu escutei sobre as libanesas ela também escutou mas ela estava se sentindo estacionada na dança dela, estava precisando de algo novo e o público já estava percebendo isso também, foi quando ela resolveu ir contra a maré e estudou as libanesas, foi quando também a dança dela deu uma guinada total, e voltou a fazer diferença.
E realmente, elas tem coisas maravilhosas a nos oferecer, e também tem bailarinas divinas como é o caso da Amani, ela é muito mais delicada do que a Randa Kamel, e a Amani é a libanesa... hahahahahahaha...
Vou colocar aqui um vídeo das egípcias Randa Kamel e Fifi Abdou, e das libanesas Amani, Maya Abi Saad, Amar Kamel e Dina Jamal, pra vocês tirarem suas próprias conclusões a respeito de ser UMA BAILARINA LIBANESA!


EGÍPCIAS
RANDA KAMEL



FIFI ABDOU




LIBANESAS
MAYA ABI SAAD



DINA JAMAL



AMAR KAMEL



AMANI

domingo, 13 de setembro de 2009

Elis Pinheiro

Esse vídeo eu vi por conta da minha amiga Lu Hassany que está atrás da música que a Elis Pinheiro dança nesse vídeo. Enfim, assisti e me apaixonei!
Os braços da Elis são fora de série, lindos, perfeitos, diferentes, e é a marca dela, a leitura da música está perfeita, é uma dança que dá gosto de assistir, não tem como pausar ou aquele tipo de dança que só assistimos aos primeiros 30 segundos.
Os redondos dela também são maravilhosos, as marcações... Perfeita a dança!
Confiram!!! =)


Make up - Maquiagem

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Dançando em casa - Ovinho

Hoje eu resolvi avançar um pouco mais com relação a nível técnico, vamos para o famosissimo, amado, odiado, usadíssimo OVINHO!!!!
É um dos passos mais usados na dança do qual as alunas SEMPRE querem aprender e pedem, mas também é um dos passos que mais dar dor de cabeça a elas, acredito que só perde pro tremido em quesito PÂNICO DAS ALUNAS.
Já vi 12 tipos diferentes de ovinho, isso mesmo DOZE, UMA DÚZIA, e todos deram resultados MARAVILHOSOS!
Mas vamos pelo mais simples, o mais usado... s'embora pra técnica...

OVINHO:
É importantíssimo que você tenha uma boa noção do peso, aonde coloca-lo nos seus pés.
Abra um pouco as pernas, EU DISSE POUCO, e faça uma meia lua a frente passando o peso de um lado para o outro, CUIDADO PARA NÃO LEVANTAR OS CALCANHARES, ELES DEVEM FICAR SEMPRE NO CHÃO!
É de extrama importância que você não deixe o quadril deslizar para a lateral, mantenha o peso no meio da perna, não deixe de cair pro lado de maneira alguma senão o passo não sairá.
Treine bastante essa meia lua, e ela deve ser muito bem marcada, sendo feita nos ísquios o resultado é melhor ainda. Sustente o peso a frente, em uma perna apenas, e aí faça um "camelo" mas sem EMPINAR O BUMBUM.
Vamos recapitular o camelo pra vocês executarem melhor o ovinho, o camelo você num vai lá na frente, encaixa o quadril, volta com o quadril encaixado e solte-o lá atrás SEM EMPINAR. Então, quando fazemos a meia lua o quadril já está a frente, então sustente-o aí e termine o camelo, e já faça a meia lua para o outro lado e faça de novo o camelo, e assim por diante.
Não é um passo simples, que saíra na primeira tentativa, então a persistência é a melhor coisa, as primeiras tentativas ele sairá torto, desengonçado mas com o tempo e o treino sairá certinho.
Vou procurar um vídeo que dê para ver o movimento perfeito, e posto depois pra vocês.
Qualquer dúvida, trauma, problema, descabelamentos, mandem um email, sinal de fumaça, me procurem que eu ajudo!

AVISO!!!

Meninas, foi mals pelo mau funcionamento do blog nesses últimos dias, mas foram por questões pessoais que eu dei um tempinho dele... Mas estou de volta, cheia de disposição, e vamo que vamo!
Já aproveito parar avisar que ocorrerão algumas modificações no blog em breve, com abertura do "Dançando em casa", quero deixar um espacinho pra vocês darem sugestões de passos, técnica, rítmo, vídeo pra estudarmos juntas.
E também quero aproveitar pra agradecer todo o carinho que tenho recebido, os elogios, os comentários sobre os posts, as alunas que me contam que são frequentadoras assíduas do meu blog, fico muito muito muito feliz com isso tudo, e MUITO OBRIGADA A TODOS!

sábado, 5 de setembro de 2009

Dina - Polêmica


Eu sei muito bem que eu já escrevi aqui defendendo a Dina com relação as roupas que elas, e outras bailarinas árabes, usam para dançar atualmente, mas nesse caso confesso que não concordo com ela, não por ser curta e decotada, maspor estar machucando ela literalmente como podemos ver.
Fico imaginando o quanto isso não deve machuca-la enquanto ela está dançando, aí realmente a cara dela é de dor, e não interpretação da música. Podemos vê-la roxa, o que é um absurdo não importa o que seja, não deve usar algo que está se machucando, enfim gostaria de saber a opnião de vocês sobre essa roupa da Dina.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Dançando em casa

A minha aluna, Laila, me deu uma ótima sugestão para os dias de terça-feira, montar uma série de estudos desde do básico até o avançado, do que só postar os vídeos e eu A-M-E-I a idéia dela e vamos começar hoje!!! \o/

Mas antes de começarmos com o lado técnico, é interessantíssimo e necessário que você em pé, relaxada, passe o peso de um lado ao outro do seu pé passando pelos dedos, peito do pé, eixo, laterais internas, laterais externas, e calcanhar, sentiu?
Enfim isso na dança é ESSENCIAL pois muitos dos passos, senão forem todos, você irá trabalhar com a TRANSFERÊNCIA DE PESO, pois isso é necessário que você faça desde agora, já crie essa noção, que o Tico e Teco arquivem essa informação.
Então já que vamos do básico até o avançado, então bora começar com:

BATIDA LATERAL
A batida lateral todo mundo já está cansado de ver e fazer, e não pense que você só a faz quando está dançando, ERRADO... você também a faz nas coisas mais simples da sua rotina, por exemplo, fechar a porta do carro, geladeira, porta do armário, etc e tudo isso SÃO BATIDAS LATERAIS!
Bora pra técnica?
Relaxem as pernas e os pés, pensem em dar aquela fechadinha na porta com o quadril, mas observação SEM QUALQUER TIPO DE FORÇA, é só um deslocamento, direita-esquerda, direita-esquerda. É um movimento reto, não possui qualquer tipo de torção do quadril, somente irá trabalha-lo de um lado pro outro.
Você não ficará com o joelho nem estendido e nem muito flexionado, ele ficará relaxado como você anda normalmente, e SEMPRE com o quadril encaixado, isso é essencial pra você não ter qualquer tipo de problema na lombar e na coluna por conta da má postura. E um outro ponto importantíssimo: JAMAIS ULTRAPASSE O LIMITE DO SEU QUADRIL!!! Ou seja, quando o ossinho da lateral do seu quadril começar a dar sinal de vida, DIMINUA o movimento pois você acabará conseguindo um problema no nervo ciático, como eu já comentei que eu tenho aluna com esse problema, é um post anterior.
VARIAÇÃO:
Pise frente com a direita, PEQUENININHO, e faça a batida com o peso indo para a direita/perna da frente, mantenha essa posição e repasse o peso para a esquerda/perna de trás, depois arraste a perna direita e repasse o peso para a perna direita/perna de trás. E quando você estiver segura nesse passo, você pode ir girando a perna base de POUQUINHO EM POUQUINHO quando a perna direita estiver atrás, para você ir girando. Lógico que depois de treinar com a perna direita a frente, trocamos e passamos a esquerda a frente, para não ser uma bailarina capenga.
E pronto, aí está a batida lateral e a sua variação!



Dúvidas? Problemas? Traumas? Receios? Descabelamentos? Crises existênciais? TPM?
Qualquer dúvida é só mandar um comentário ou me mandar um email, estará no perfil.
E também caso queiram mandar sugestões e dúvidas sobre técnica, ou até mesmo sobre um determinado assunto é mais do que bem-vindo, por favor mandem!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...