quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Dançando em casa - Souher ou Soldadinho

Eu me lembro muito bem, aprendi esse passo em um workshop que a Kahina deu aqui em 2005, foi em uma seqüencia de música clássica. Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaa, quase tive um troço quando eu vi o passo, nunca tinha feito na minha vida, nunca tinham me explicado, era inédito e eu não queria fazer feio no workshop.
Temos que pensar nos ossinhos do biquíni, os ossinhos do quadril aonde fica o cinto da dança, esses aí mesmoooooo! E pensamos em fazer uma gangorra com eles, SÓ QUE a intenção DEVE SER PARA BAIXO só que o peso fica também na perna que você está trabalhando o ossinho, e o quadril deve estar SEMPRE encaixado senão você não terá o efeito desejado, senão o efeito ficará todo no bumbum.
O souher ou soldadinho, pode ser feito tanto com o pé no chão como na meia ponta, depende da leitura e do que a bailarina quiser fazer, penso no passo como se eu estivesse numa fila de banco. enoooooooorme, e cansei aí o que fazemos? Relaxamos uma perna e os ossinhos ficam desalinhados né!? Só que a perna que desce fica também com o peso. É um movimento chato pra se estudar, mas o efeito dele é lindo e é um passo que aumenta a dificuldade de acordo com que você evolui na dança, ele tem váááárias variações.

Souher Zaki - Ela faz o passo em 0:34/35

Último dia do ano!

Credo, como esse ano passou estupidamente rápido!
É um momento de reflexão, pensarmos como foi o nosso ano, quais eram os nossos objetivos no começo do ano, nossas metas, aquilo que queriamos alcançar. Conseguimos? Se não, o que aconteceu? Você realmente lutou por aquilo que queria ou fez como diz a música de Zeca Pagodinho "Deixa a vida me levar, vida leva eu"?
E o que queremos pro próximo ano?
Eu ainda não parei pra pensar sobre isso, eu confesso, mas irei pois acho importante pra darmos rumo a nossa vida, ao novo ano que começa. Não precisamos prometer nada a ninguém, e muito menos falar quais são os nossos planos, até mesmo não gosto disso pois o que não falta no mundo é olho grande e inveja, gente desejando te ver derrotada, eu acredito muito nisso!
Sei que nesse ano eu ganhei amigas maravilhosas, alunas maravilhosas, e que são super especiais na minha vida, amei esse presentão! Também tive decepções com algumas pessoas, normal, assim vemos quem realmente nos quer bem e quem não, e eu acredito no ditado "antes só do que mau acompanhado!", e também se não houvessem os baixos momentos não saberiamos o que é a verdadeira felicidade!
Tive uma vitória pessoal muito grande nesse ano, a aprovação na Khan el Khalili, ainda não vi minhas notas, mas dancei tranquila, e o melhor foi escutar aquilo que a Lulu Sabongi me disse, não tem preço! E tive a ajudinha de algumas pessoinhas, 2 em especial que me fizeram enxergar a dança de uma outra maneira e soltaram meu quadril, flores adoro vocês!
Esse ano também conheci outra pessoa com a qual quero fazer algumas aulas, pois também me abriu muito os olhos, me fez enxergar a minha dança assim como ela é exatamente!!! Tirou minhas neuras, mas confesso que surtei depois de uma bronca (hahahahahah), e me fez aprender a curtir enquanto eu danço, ser livre assim como a dança pede na minha opnião, viver aquele momento.
Sei também que eu consegui passar isso pras minhas filhotas, pois elas confessaram isso a mim, e fiquei extremamente feliz com essa nossa vitória!
Parabéns a todas, feliz ano novo, muita saúde, paz, felicidades, alegrias, conquistas, vitórias, realizações, que Deus as abençoe muito nesse próximo ano!
Saudades de vocês, meu Brasil Brasileiro! E que venha 2010!!!!

Didem

Bailarina Turca, tem 23 anos, e era completamente analfabeta até pouco tempo atrás.
A vi porque alguém comentou de sua dança pra mim, mas não a tinha visto dançar ainda, não é uma dança rica de movimentos, uma leitura musical belíssima e perfeita, mas tem várias coisinhas que podemos aproveitar de sua dança e quebrarmos esse lance de assistir somente as mesmas bailarinas. Existem várias bailarinas, vários estilos, vários passos e o triplo de variações, então bora aproveitar!!!

Maquiagem - Make up

Dançando em casa - Tremido Nagwa Fouad

É um tremido completamente diferente e parte apenas do quadril, do domínio que a bailarina tem do quadril dela apenas!
É usado quando e derback faz um som mais abafado, seja acelerado seja lento, desde que seja abafado, mais grave, então usamos esse tipo de tremido.
O tremido é feito apartir do quadril sempre no ísquio e cóccix, você projeta o quadril e encaixa-o, projeta o quadril e encaixe novamente, e vá acelerando aos poucos até você conseguir manter numa velocidade legal. É parecido com um passinho de axé, SÓ QUE você NÃO IRÁ desencaixar o quadril, ou seja, empinar o bumbum, o quadril É PRA FRENTE!
Tem que ter cuidado pra não refletir no tronco, senão vai ficar uma coisa muuuito estranha e não vai ficar legal, somente QUADRIL.

Nagwa Fouad - Ela faz o tremido em 3:50

CDS e DVDS

ADORO quando eu venho visitar o meu namorido porque finalmente posso comprar cds de dança. Siiiiiiiiiiiim, encontro cds originais de dança do ventre aqui, os primeiros que eu comprei foram Jalilah's 3 e 6, nossa, foi um feito histórico, muitas professoras de dança nunca tinham visto um cd de dança do ventre original, o que é um absurdo pois não encontramos aí e quando encontramos é um absurdo o preço, abusivo!
Senão temos que encomendar de outros países os cds, o que na minha opnião também é um abuso!
Por que não temos cds e dvds originais pra vender no Brasil? Porque querendo ou não, moram muito mais árabes e descendentes no Brasil do que em qualquer outro país do mundo!
E somos obrigadas a comprar cds piratas pra termos algum cd de dança do ventre decente!
Comprei 2 cds do Hossam Ramzy, Rhythms of the Nile, um cd aonde podemos estudar alguns rítmos e na contra capa ainda vem explicando cada rítmo, olha que maravilha!!!!
E o outro é o Ruby, simplesmente MARAVILHOSO o cd, amei!!!
E a caça aos cds continua...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Maquiagem - Make up

O link do vídeo da maquiagem.

http://www.youtube.com/watch?v=hIN-QNHePqY&feature=player_embedded

Dançando em casa - Losângulo

Esse movimento vem do malabarista, você pensa em 4 pontos: frente, trás, esquerda e direita.
Para facilitar a vida de vocês, vou dividir a explicação em etapas.

1º Projete o quadril a frente, sem medo, passando todo o peso para o peito do pé e também o peso ficará nas 2 pernas;
2º Desça um dos lados do quadril estilo souher (soldadinho) com o peso na mesma perna, e SEM DESLIZAR O QUADRIL PARA LATERAL;
3º Encaixe completamente o quadril, ele ficará no cóccix por completo, o quadril "virará" para cima, peso nas duas pernas no calcanhar;
4º Desça o outro lado do quadril como a 2ª etapa, só que do lado invertido;

São esses os passos que você tem que estudar, mas não pode conecta-los senão ele virará o malabarista, ou seja, você vai de um passo pro outro sem desenhar o círculo. É um passo que requer coordenação motora, ele não é fácil e requer muito treino de vocês.

Nur - Ela faz esse passo bem rápido em 0:21 de costas, e depois repete de frente.

Novidades

Ultimamente estou sem novidades, é período de férias então tá tudo parado, tudo na mesma ainda mais agora que eu estou de férias então aí mesmo que ficarei sem notícias.
Mas 2010 tá aí e acredito que teremos váááriiiiaaas novidades, acontecimentos, aulas imperdíveis, etc.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Aviso

Sei que essa semana eu atrasei os posts, mas foi por uma causa mais do que justa... essa foi a última semana antes do espetáculo, ou seja, correria total!
Mas no final das contas tudo deu certo, o espetáculo foi um arraso, vi pessoinhas especiais na platéia, e minhas filhotas mandaram muito!
Vou atualizar o blog!!! \o/
Bjoooooos a todas!

sábado, 19 de dezembro de 2009

Espetáculo

Não poderia deixar de escrever aqui sobre o meu SENTIMENTO com relação ao espetáculo que aconteceu há poucas horas atrás!
Um dia normal de espetáculo, corre-corre, desespero, alfinetes, maquiagem, roupas, perfumes, desodorantes, corridas ao cabeleireiro, celular é peça mais do que fundamental pra nos comunicarmos (mesmo estando no MESMO teatro!!!). E temos que passar a coreografia no palco, e só piora as coisas ou o palco é grande demais, ou muito fundo, ou raso demais, ou muito estreito, enfim sempre tem alguma coisa e sempre bate o desespero no povo, INCRÍVEL!
Aí bate o desespero, como se posicionar no palco? Mas e Fulana que faltou? E Beltrana que tá na frente de Cicrana? Mas como vamos chegar ao outro lado do palco? Podemos passar quantas vezes? Até que horas? Vai mais pra trás da coxia!!! Cuidado pra não se baterem! Olha a invasão de fila! Alonga os braços!!! Que pé de pedreiro é esse? Marquem o meio do palco! Tem buraco no desenho coreográfico! Concentrem-se! Olha a cara de bunda! Sorriam! Olha o Bofe!
Entre várias e várias frasezinhas como estas que escutamos, praticamente SÓ escutamos, no dia da apresentação.
E ainda temos que correr pra comer, siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim... temos que comer, pois saco vazio não para em pé! Depois toma um banho correndo, prepara a pele e começa a maquiagem... pronto, chegamos em um dos pontos mais críticos da T.P.E. (Tensão Pré Espetáculo), como fazer? Quem fazer? Que cor? Eu borrei a maquiagem!!!! Aiiiiiii, tô que nem uma Drag Queen! Precisa ser mais forte!!! Batom vermelho ou pink. Aaah, também temos os acessórios, todo mundo correndo atrás de brincos, pulseiras, colares, tornozeleiras, anéis, predendores de cabelo, tudo que brilhe!
O figurino é quase um parto, um descabelamento aparte, sutiã pequeno, sutiã grande, tá folgado, tá faltando peito, cinto errado, bordado faltando, tudo possível!
E a hora vai chegando, e o nervosismo batendo, o frio na barriga, a fome, o xixi psicológico (hahaha, que é bem real diga-se por sinal!), dá branco.
Enfim, agradeço do fundo do meu coração pelas minhas Bolinhos de Arroz e Pooples, por todo sacrifício, por toda dedicação, pelo respeito, pela responsabilidade, pela preocupação, pelo comprometimento, pela amizade, pelo carinho, pela admiração, pelas risadas, pelos momentos alegres, pelos "gordinhos", pelos "tchans", pelos "olha o bofe!", pelas jogadas de cabelo, e principalmente pelas GRANDES AMIGAS que eu encontrei nesse grupo!
Confesso que eu ainda as escuto me chamando, ainda não desliguei o botãozinho de "mãezona", então estou escutando várias vozes (as de vocês!) me chamando, confesso também que eu briguei muito com vocês, dei bronca, puxei orelha, mas foi por uma causa mais do que justa! Confesso também que eu arrepiei até a alma quando vocês entravam em cena, corrigindo a CADA entrada de cena, quando surgiram os aplausos enquanto vocês dançavam? Eu fui ao céu!!! E o final? Quase chorei, e olha que NENHUMA bailarina me emocionou a esse tanto!
Foi simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O! Vocês são as minhas pupilas, meu orgulho!
Muitíssimo obrigada as minhas Bolinhos de Arroz: Aline Nemer, Laila Mendes, Larissa Magalhães, Ana Raquel, Sara Vasconcelos, Laryssa Mâcedo, Heloísa Brito, Bruna Thaís, Juliana Oliveira e Aleandra Maia.
E Muitíssimo obrigadas as minhas Pooples: Caroline Pierrard, Luana Giunti, Debora Gomes, Naiane Castro, Fernanda Cunha, Rosana Cunha, Michelle Nelson, Camila Bonfim e Carla Carol.
Beeeeeeeeeeeeiiiiiijooooooooos meninas, adoroooooooooooooooo vocês! (L)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

POST EXTRA - POST EXTRA - POST EXTRA

Geeeeeeeeeeeeeeente!!!
Uma amiga-aluna me mandou esse vídeo e eu simplesmente AMEI!
Quero ser que nem essa senhorinha quando eu crescer!
Eu náo faço 1/3 do que ela faz... o.0'


domingo, 13 de dezembro de 2009

Rafa el Nur

Essa é a minha amiga Rafa El Nur, de Fortaleza, a conheci quando estive em São Paulo no início desse ano, um amor de pessoa!
Enfim, achei esse vídeo por acaso quando eu procurava por vídeos novos de dança do ventre. Gostei da leitura dela, é ímpar do que eu costumo ver, é uma dança suave sem ser chata, sem ser aquela coisa repetitiva, adorei!
Essa foi a primeira vez que eu a vi dançando.

Rafa El Nur


Maquiagem - Make up

Dançando em casa - Andar executando o Tremido

Já falei sobre o tremido em um outro post sobre o tremido e agora vou comentar sobre andar fazendo tremido.
Para entender como isso funciona você tem que pensar como funciona o seu peso enquanto você anda normalmente, como é?
Concorda comigo que por mais que andemos pra frente o peso vai em zig-zag. O tremido começa na duas pernas, no eixo, normal, mantenha o tremido continua em apenas 1 perna e arraste uma das pernas em UM PASSO PEQUENO e comece a passar o peso de uma perna na outra, e quando você fizer isso você começa a fazer o tremido nas DUAS PERNAS assim que você passar o peso para a perna que estiver a frente TODO O TREMIDO tem que TAMBÉM estar na perna da frente, e arraste a perna que estiver atrás, de novo PASSO PEQUENO e repita o mesmo procedimento. E é para ser feito com o tremido solto, o tremido ensinado anteriormente.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

AVISO AVISO AVISO AVISO!


Por conta do espetáculo, figurino, Pooples e Arroz, viagem, intensivos e outros, o blog ficará um tanto que desatualizado temporariamente.
Vou, infelizmente, atrasar os posts de dezembro, completamente contra vontade, mas tenho que deixar tudo em ordem antes de viajar. \o/
Bjoooooooooooooos a todas!

domingo, 6 de dezembro de 2009

Randa Kamel

Ontem eu resolvi procurar no Youtube se tinha vídeos novos da Randa Kamel, sou fã dela, e encontrei uns vídeos dela em Dallas, Texas, e eu realmente fiquei decepcionadíssima com o vídeo dela por conta de 1 movimento que ela fez, o que mais me decepcionou foi que quem começou a divulgar esse movimento foi uma bailarina brasileira, Soraia Zaied. Num tem a música "Ralando o Tchan" que as mulheres viraram a bunda pra cara do público e tremia, a Randa fez o mesmo!!!
Como assim Randa dançando É o Tchan? Pois é, tem um dvd didático, vou procurar qual e depois eu posto aqui, que ensinam isso mesmo. Sim é um dvd de dança do ventre!!!!
Pow, a dança do ventre está na linha entre o sensual e o sexual e ainda fazem esse tipo de coisa?! Não é querendo ser a puritana na dança de que não pode fazer isso ou aquilo, mas não importa que dança seja isso é vulgar!!! É baixo! Ou a Dança do Créu é uma dança refinada e eu não fui informada?
Caramba, é uma dança com milhares de anos e metem dança da bundinha aí no meio?! Ah não, muito obrigada mas isso eu dispenso!

É o Tchan - 1:30



Randa Kamel - 1:26

Make up - Maquiagem

Uma pequena observação, sei que a dança do ventre é marcada com os olhos super maquiados, e eu particularmente amo, mas existe uma grande diferença entre a maquiagem pra palco e para um chá, restaurante, show aonde o público está cara a cara com a bailarina, é uma agressão maquiagem fortíssima quando o público está perto da bailarinas, e eu não posto maquiagens só pra shows, mas também para as professoras e alunas que usam maquiagem nas aulas, eu não uso pois faço tratamento contra acne então a maquiagem queima a minha pele, arde muito, mas eu sou uma das excessões, e a maioria dessas maquiagens dão para serem usadas no dia-a-dia de cada uma.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Dançando em casa - Básico Egípcio

Algumas alunas vieram me perguntar na última semana sobre o básico egípcio que é uma das maiores dificuldades delas como variar, marcação rítmica, e de onde vem a movimentação, porque uma professora disse que o básico egípcio vem da batida lateral (aquele movimento pra se fechar a porta do carro, que batemos o quadril na porta, então esse mesmo!).
NA MINHA OPNIÃO quando você trabalha o quadril pra cima e pra baixo o resultado é completamente diferente de quando você o trabalha com a batida lateral, inicialmente AO MEU VER o básico com batida lateral dá maior ênfase com o movimento pra cima, sai mais natural por conta do posicionamento da perna, mas EU ACHO que assim eu sou obrigada a trabalhar mais a perna que está todo o meu peso, a perna base, E PARTICULARMENTE EU ACHO que limita em relação as variações que podemos fazer com o básico egípcio.
Tá errado básico apartir da batida lateral? NÃO! É só mais uma maneira de trabalha-lo apenas!
Acredito que seja mais prático, pelo menos pra mim, pensar em trabalhar com o quadril seja pra cima ou pra baixo, do que apartir da batida lateral, na leitura de um rítmo, trabalha-lo com os pontilhados (como eu chamo), ou fazendo qualquer tipo de desenho com o quadril.
Tem um vídeo da Fifi Abdou, que vocês vão apagar da vida de vocês o carinha que está na cama assistindo a Fifi dançar, mas vejam o trabalho de quadril que ela executa quando coloca coloca a perna esquerda na cama.

Fifi Abdou

domingo, 29 de novembro de 2009

Balança

O ano está chegando ao fim, rápido demais a meu ver, e com ele começam as loucuras de final de ano, espetáculos, coreografia, ensaios, figurino, etc. É um corre-corre mas é ótimo no final das contas, ver as alunas apresentando, as vendo brilhar, vivendo o momento delas, é um sentimento maravilhoso!
Mas também temos que aproveitar esse finalzinho de ano pra fazer um balanço na nossa vida e pensar no que queremos pro ano que vem. Não é fazer aquelas listinhas que provavelmente não iremos cumprir, mas estabelecer uma meta a ser alcançada, algo que te motive, por exemplo: você acha que está repetitiva com o quadril, estudar bailarinas e formas diferentes para deixar seu quadril ímpar, ou fazer a inscrição de algum concurso ou seleção, é uma oportunidade de crescimento, ou até mesmo o crescer pra si, tá valendo!
Temos tanta coisa a estudar quadril, percussão, deslocamentos, braços, véus, folclore, expressão, descidas ao chãos, taksim, entrada de músicas, finalizações, etc.
Aproveitem para fazer um estudo sobre como foi sua dança esse ano, pergunte a sua professoras, suas amigas, elas podem te dar dicas interessantíssimas. Caso você tenha feito workshop, aproveite aquilo que foi ensinado e trabalhe mais, faça variações, procurando sempre coisas ímpares pra ti (só lembrando que, precisamos de férias também! Não vale ficar louca surtada!)
Anote tudo em um papel, e reflita, monte um esquema de estudo, vá atrás das melhores bailarinas sobre aquele determinado assunto, ou vá atrás daquela bailarina que você nunca deu tanta importância assim, com certeza ela terá algo pra te surpreender.
Se filme dançando pra você se ver e ter uma noção exata de como está tua dança, peça pra alguém assistir pois muitas vezes nos sacrificamos, mas dance no mínimo os 4 estilos de dança, clássica, moderna, percussão e folclore. Pois assim você terá uma idéia da tua dança de forma geral, e não apenas em um estilo já que são lidas de maneiras diferentes cada tipo de música.

Bons Estudos!

Orit

Além de sua leitura maravilhosa, simples e super elegante, os braços também são perfeitos. Muito bom esse vídeo, ela nos faz viajar na sua dança, adoro ela!

Maquiagem - Make up

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Emoções

Como já sabem eu não estudei somente dança do ventre, também estudei jazz que comecei até 1 mês antes da dança, aonde eu devo vários elementos da minha dança graças ao professor de jazz.
Enfim, são emoções completamente diferentes, dançar jazz e dançar dança do ventre, quem dançou ou dança os 2 vai entender bem o que eu quero dizer.
O jazz você vive a adrenalina naquele momento, você se joga sem medo, sem medo do exagero, do impacto, chegar abalando tudo, e é justamente tudo isso que você quer causar nas pessoas, não é aquele friozinho na barriga normal, é mais intenso, é tudo muito rápido, você tem que deixar o seu corpo responder a música, é muito diferente na dança do ventre.
Na dança do ventre é mais como um personagem que você tem que encarnar, por isso até muitas não usam o nome de bastimo, é algo mais sedutor (OBS.: EU DISSE SEDUTOR E NÃO SEXUAL, OU COISA DO TIPO E DO GÊNERO), você tem tempo pra pensar, a entrega é diferente, é aos poucos, ao mesmo tempo que intenso não é comparando ao jazz.
As leituras são diferentes, os ouvidos são outros, o ouvido da dança do ventre é mais afiado porque temos que distinguir cada som em frações de segundos e fazer a leitura minuciosa daquilo, no jazz dividimos também mas lemos tudo no final das contas.
No jazz você tem que alongar cada músculo do teu corpo, postura impecável, giros impecáveis, pernas altas, pulos, na dança do ventre você tem que dominar cada parte do teu corpo, movimenta-lo quando e como quiser.
Mas só você dançando ambos pra entender exatamente aquilo que eu quero dizer.
Eu simplesmente adoro os dois!!!
O que me levou a escrever esse post?
Esse vídeozinho "BÁSICO" do programa que eu estou viciada "So You Think You Can Dance", que, infelizmente, me dá uma inveja danada do quanto esse pessoal dança, eles são demais!

OBS.: Isso não é jazz, mas o quão intenso é esse vídeo foi o que me fez lembrar de quando eu dançava jazz!!!


terça-feira, 24 de novembro de 2009

Dançando em casa - Braços

É um dos movimentos mais difíceis por incrível que parece, pois sempre pensamos sempre em quadril, quadril, quadril e mais quadril, um pouco mais de quadril, quadril mais uma vez, e já falei de qaudril!? Até que lembramos que temos braços.Como mexer o braços ao mesmo tempo que estamos mexendo o quadril? E ainda temos que respirar, alongar, piscar e sorrir. LOUCURA!
A vontade é de na hora de dançar se não podemos arrancar os braços fora, que nem boneca, e depois de termina-los coloca-los novamente, pior é que véu também é trabalho de braço puro!
Então como eu trabalho o meu quadril ao mesmo tempo faço movimentação de braço?
Isso começa desde da base, das primeiras aulas praticamente, fazendo os movimentos de quadril como os oitos, básico egípcio, batida lateral, e outros, aonde você vai fazer SOMENTE a movimentação do braço para cima, e para baixo, círculos nos sentidos anti-horário e horário, ficar brincando com os braços mas sem perder o quadril. Essa movimentação de quadril é a MOLDURA, ou seja, não é o trabalho de braço em si mas as posições que você pode trabalhar, a melhor bailarina para se estudar isso é a egípcia Randa Kamel.
A Randa não tem um trabalho de braço, aquela coisa molinha, bem trabalhada. Não, os braços da Randa não tem nada disso, são extremamente alongados, isso que devemos estudar, esse alongamento e os posicionamentos.

RANDA KAMEL



Os braços mais molinhos e fofos que eu já vi são de outra bailarina egípcia não muito conhecida, mas dizem que ela é uma bailarina completa que ela no Egito, no seu estabelecimento, ela é uma coisa de linda. Infelizmente, nunca tive a oportunidade de vê-la, e espero vê-la logo!

LUCY



Dos braços de brasileiras, da atualidade, os que tem feito mais sucesso pelo seu jeito ímpar de ser, são os da Elis Pinheiro. São movimentos marcantes, diferentes, inesperados, uma mistura de dança do ventre, com tribal, com artes marciais, que fazem tanto sucesso atualmente.

Elis Pinheiro



Enfim, a mistura para ter os braços perfeitos são essa aí acima, não é fácil, mas também não é impossível, melhor assim porque o que vem fácil vai fácil também.
Bons Estudos! =)

Post 100!!!


Chegamos ao Post 100! \o/
Gostaria de agradecer a todos que lêem, comentam, dão suas opniões e dicas, que comentam comigo pessoalmente que gostam do blog!
Muito obrigado a vocês!!!

Pessoinhas especiais!


Essa vida é engraçada, né?! Nos apresenta a pessoas que nunca imaginamos que estariam conosco pra tudo, pro's trancos e barrancos dessa vida. Pessoas que surgiram "do nada" mas são como se fossem amigos de infância, tivessem vividos uma vida toda juntos.
Pessoas que te apoiam, que te ajudam a levantar depois de um tombo, que te escutam nos momentos mais difíceis quando você surta e quer jogar tudo pro alto, que te abrem os olhos, que brigam quando é preciso, pra mim são verdadeiros Anjos da Guarda que Deus nos manda.
Esse post é pra agradecer as minhas alunas-amigas, bailarinas-amigas, professoras-amigas, pessoinhas que mesmo a quilômetros de distância fazem toda diferença na nossa vida!

domingo, 22 de novembro de 2009

Dançando em casa - Giros

É uma coisa que, graças a Deus, eu aprendi quando eu fazia jazz, pois eu vejo algumas didáticas com relação aos giros que são uma verdadeira tortura medieval com as pobres coitadas das alunas.
Quando eu estudei giro, há alguns anos atrás, aprendi ele por etapa, degrau por degrau, já que temos que movimentar a cabeça antes do restante do corpo, o que já é um grande problema, piora mais ainda porque ela é a última que deverá "girar" e a primeira chegar. o.0'
Como estudar giro:
1- JAMAIS abra o peito, ou seja, projeta-lo a frente ou "abrir as costelas", porque com isso você está jogando parte do teu peso para frente e nunca encontrará o teu eixo de equilíbrio e conseqüentemente você empinará o bumbum. ERRO FATAL!
2- Marque um ponto fixo na parede a sua frente, e fique olhando de lado, com todo o corpo de perfil.
3- Pise abrindo as pernas na lateral e abra os braços também, continue olhando o ponto inicial, e dê meio giro pela frente fechando braços e pernas.
4- Aqui é aonde mora o perigo, você terá que tentar virar sua cabeça por trás para olhar no mesmo ponto incial novamente e girando o corpo também abrindo perna e braços novamente.

Não será fácil, e não terá resultados imediatos, mas isso funciona com certeza! Vá devagar, treinando aos poucos, quando ficar tonta para e respira fundo, faça isso no máximo uns 10 minutos por dia, são mais do que suficientes. E vá aumentando a velocidade gradativamente, assim que você pegar confiança.

sábado, 21 de novembro de 2009

Fonte de Inspiração

Sempre tem uma bailarina que nos faz arrepiar até a alma, nos faz viajar, nos fascina, nos encante, um sentimento inexplicável.
Alguém que você se espelha, que você quer ser igual quando você "crescer", esse é a tua fonte de inspiração na dança!
Não importa se é bailarina nacional ou internacional, de que lugar do mundo ela seja, pode ser uma pessoa bem do seu lado como também pode ser uma pessoa do outro lado do mundo, mas é aquela pessoa que te fascina como nenhuma outra faz. Também não precisa ser uma bailarina da atualidade, claro que pode ser uma bailarina que já tenha falecido há um certo tempo, todas tem seu lado bom e sempre vamos nos encantar por uma!
A bailarina não precisa ser uma mega bailarina com relação a técnica, que faz shimmie com contração muscular plantando bananeira, DE MANEIRA ALGUMA, é aquela que com um simples sorriso você derrete toda, que faz uma batida lateral e você a acha o máximo, é algo inexplicável (por sinal está sendo difícil escrever esse post!!!) só você encontrando mesmo a tua fonte de inspiração pra você entender o que eu estou dizendo. É uma bailarina que você demora a estuda-la, não porque ela não seja boa o suficiente mas porque você perder completamente a concentração crítica para estudo e a olha com admiração e até esquece do tempo e o porquê que você está assistindo a esse vídeo.
É aquela bailarina que quando você está completamente desacreditada com a dança, sem saber o que fazer e por onde começar, está completamente perdida, e nem sabe por quê você dança, no que você assiste a um vídeo dela todas as suas dúvidas acabaram.
Espero que vocês encontrem as suas Fontes de Inspirações, pois eu já tenho a minha FIFI ABDOU!!!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Fifi Abdou

Para as minhas filhotas que estão estudando Taksim, vejam essa leitura de alaúde simplesmente PERFEITA da Fifi Abdou.

Hino

Essa é para as minhas alunas o vídeo e a tradução da música que faz tanto sucesso no Studio e já vem com a tradução pra quem não fala inglês.

Jet - Are you gonna be my girl

Maquiagem - Make up

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Humildade!

É uma palavrinha essencial na vida de todos, mas que falta na vida de vááááriiiiiiiias pessoas, principalmente de vááááááriiiiiiiiiiiiiiiias bailarinas!!!
E como falta!
Tenho visto, muito, ultimamente bailarinas só porque começaram a fazer alguns showzinhos o ego começou a explodir, se achando a última coca-cola do deserto e esquecem completamente que do mesmo jeito que se sobe, ainda mais se sobem pisando em cima das pessoas que te ajudaram, se cai e cai muuiiitoo feio, porque você cai sem amigos pra tentarem te segurar e amortecer a queda, e não terá muito menos alguém pra te ajudar a levantar.
Só porque dizem que aquela sua dança foi legal, a pessoa começa a ficar babaca, muito babaca!!!
E isso não atinge só um grupo especifico de bailarinas, é desde da bailarina fundo de quintal a bailarina famosa profissional!
Mas atinge principalmente as profissionais que estão começando agora, quando estão fazendo a divulgação do trabalho, antes disso é super humilde, toda boazinha, gente fina, mas é um ledo engano minha querida, pois essa é uma tremenda de uma cobra!
CORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, pra beeeeeem longe desse ser!!!
Porque esse ser só se juntou a você pra se aproveitar da tua boa vontade, da tua amizade, pra depois te pisar e fingir que nem te conhece mais, mas sinceramente?! Melhor pra ti! Porque antes só do que péssimamente acompanhada! E o mundo gira minha querida, gira muito! Não se preocupe com nada, Deus está vendo tudo e justiça será feita!
Dentre todos as profissões que eu já vi, ouvi as pessoas contarem, nunca vi uma mais suja do que o mundo da dança do ventre, é completamente IMUNDO!
Porque é uma dança que mexe muito com o ego, então se a pessoa faz 1 redondinho perfeito ela já se acha a rainha da cocada preta, basta 1 apenas!
Essas pobres pessoas, sim pobres de espírito, acham que são seres únicos e mágicos, e que jamais precisarão de outra pessoa na vida delas porque elas são mais do que especiais... hahahahahahahahahahahahahaha! Ótima piada minha querida!
E bora ver o povo cair!!!
Como diria o Marcos Mion "Eeeee laialaia!"

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Apresentação - Nagla Yacoub

No final de semana retrasado tivemos a oportunidade (do qual eu infelizmente não pude fazer) de fazer o workshop com a Nagla Yacoub, mas pude assistir a sua apresentação, e sinceramente entre váááriiiias apresentações que eu já assisti de dança essa foi uma das mais inspiradoras que eu já tive a oportunidade de assistir.
A mulher manda MUUUUUUUUUUUUIIIIIIIIIIIIITOOOOOOO, quero ser que nem ela quando eu tiver grande, ela é um luxo só, humilde, um amor de pessoa, e dança deeeeeeemaaaaaaaaaais!!!
Todos batendo palmas pra ela de pé, foi tudo, me arrepiei!!!


Maquiagem - Make up

Vídeo

Esse vídeo é homenagem as todas as minhas alunas e também as minhas alunas do tremido!!! =)


sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Dançando em casa - Contração Muscular

É um assunto um tanto que novo ainda, poucas são as bailarinas que de fato usam e tem consciência disso, e isso dá um super efeito na dança quando bem feito, e bem utilizado.
Uma bailarina que usa isso horrores é a Aziza Mor Saidi, da Khan el Khalili, ela faz vários tipos de contrações musculares com vários grupos musculares, e dá uma aparência mais seca ao movimento, mais preciso, mas sem força, sem prejudicar o seu corpo.
E podemos fazer todos os passos com contração de acordo com o lado que você está indo, por exemplo: uma batida lateral, o seu peso está no eixo e você quer bater o lado direito então quando você for passar o peso você contrai a musculatura da coxa e do bumbum do mesmo lado que você tiver indo, isso mesmo, contrair a coxa e o bumbum .
Requer coordenação motora para isso e muito treino, ou seja, enquanto você estiver sentada, como você está agora lendo esse post, você pode muito bem estar treinando as contrções do bumbum e das coxas tranquilamente, contrai relaxa contrai relaxa, fazendo alternadamente, depois ao mesmo tempo, e depois vai colocando com os passos de breaks e batidas na dança.
Bom treino!!!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Influências!

Toda bailarina tem uma bailarina que é sua fonte de inspiração, é aquilo que você quer ser "quando crescer, que nem Fulana", pode ser sua professora, uma bailarina que você tenha visto em um vídeo, uma bailarina que você viu ao vivo, enfim mil e uma possibilidades! Essa se torna a nossa base de estudo, o nosso objetivo , mas isso não significa que iremos estuda-las apenas, NÃÃÃOOO de maneira nenhuma temos que estudar várias, pra criarmos o nosso estilo, o nosso jeitinho de dançar, nossa marca! E isso acontece, lógico, até mesmo com bailarinas famosas, precisamos de uma base de estudos, algo pra dar uma diferenciada na nossa dança, dar novos ares porque senão fica tudo muito monotonomo, na mesmice, previsível. Não podemos deixar isso acontecer nunca!!!
Enfim, e podemos ver em um vídeo a influência da Saida, bailarina Argentina, em uma das mais famosas bailarinas brasileiras, a Ju Marconato.
Lógico que cada uma faz com seu estilo, mas é o mesmo passo!


Saida - 2:33



Ju Marconato - 2:19



E um outro vídeo que mostra a Ju Marconato com algumas coisinhas da Saida, bem estilo Saida.

Ju Marconato




*Tema sugerido pela Bruna.

Talita Vital - Noites no Harém

Conheci sua dança quando eu fui a São Paulo em outubro e a vi no Noites no Harém, achei ela bastante criativa e gostei da sua dança, tem muitas coisas legais pra serem estudar e sua leitura também é ótima!

Maquiagem - Make up

Finalmenteeeeeeeeeeeeeee!!


Meu pc voltou a vida depois de quase dois meses, finalmente vou poder passar meus vídeos pro computador, estudar decentemente, atualizar meu blog!!!!
Então vou colocar os nossos papos e idéias em dia, as bombas, as opniões, apresentações, notícias, tudo o que aconteceu nesse tempo... Caracolis, muuuuuuuiiiiiiiiiitaaaaa coisa!!!
E virá mais novidades, se Deus quiser!!!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Dançando em casa - Malabarista

Não é um passo difícil, mas sua associação corporal sim!
Pois não são posições ao qual temos que colocar o quadril não são nada comuns, principalmente pra nós brasileiras, pois temos que projetar os ísquios, ou o sentar na coxa pra quem fez balé ou jazz, e sentar no cox.
Ou seja, para questões de estudos abra um pouco as pernas jogue o quadril a frente, que nem mulher grávida ou o Seu Boneco da escolinha do Prof. Raimundo (nossa, desenterrei!!!), nisso o peso estará no peito do pé, passe o peso para uma dar pernas mas sem deixar o quadril deslizar para o lado, ou seja, vamos descer o ossinho do bíquini (como se tivessemos em uma fila de banco, e nos cansamos e passamos o peso de um lado pro outro, só que de vez o peso estar na perna alongada, estará na perna "flexionada"), depois passei o peso para trás, sentando nos ísquios, ou seja, que nem o Michael Jackson, depois repita o mesmo lance da "fila do banco", e aqui mora o perigo.... Como passar o quadril pra frente novamente?
Você vai fazer como se tivessem empurrando teu quadril, o contorno do redondo malabarista será feito pelo quadril, não tem bunda alguma nesse movimento.
Então, num tem aqueles equilbristas de pratos? Teu corpo funcionará do mesmo jeito, o prato será teu quadril e a varinha o teu eixo, ou seja, o prato está em constante movimento mas sem sair do seu eixo.


Dançando em casa - TREMIDO

Acredito que o tremido seja o receio de 99,99% das alunas e bailarinas de dança do ventre, como fazer o dito cujo funciona.
O tremido é o momento que a bailarina tem para descançar, depois de uma clássica de 10 minutos finalmente vem uma percussão no final pra relaxarmos e nos prepararmos pra finalização grandiosa. Essa percussão no final não é atoa, tem uma razão!
E é um passo que por incrível que pareça exige muita COORDENAÇÃO MOTORA, sim é isso mesmo, pois você tem que manter a velocidade, o rítimo, os joelhos alternados, e é difícil manter isso.
Também não é um passo que saia do dia pra noite, NÃO! É um passo que requer muito estudo e treino, ou seja, tem que persistir pra poder sair. Há alguns tipos de tremido, o mais difícil é fazer o tremido solto, pois ele requer mais cordenação que o outro, o de "tensão", e pra esse tremido TODA a musculatura das coxas, pernas, e bumbum vão balançar que nem gelatina, ISSO MESMO, vai balançar TUDOOOOOOOOOOO!!!
Só não cheguem pro 'amor' de vocês e mostrem a bunda balançando que nem gelatina, porque se ele pedir as contas a culpa não é minha, eu avisei hein!?!
Outra coisinha, tem que treinar cada perna, passando o peso de uma pra outra, treinando cada perna por vez, porque isso é essencial quando formos trabalhar o tremido com todos os passos da dança, sim, se faz tremido com tudo... ondulações, redondos, oitos, etc.
Não entrem em pânico, pois as pernas vão travar sim mas é justamente isso que vocês tem de trabalhar, é pra destravar as pernas, a musculatura contrair pare tudo e solte a musculatura com as mãos mesmo, massageando as pernas.
Existem 2 pessoas que eu simplesmente amo e acho perfeito o tremido de ambas, e são professora e aluna.... Soraia Zaied e Nur.
Curtam!!!


Soraia Zaied



Nur (Minha professora!!!)

Sábadão!!!

Esse sábado foi um corre-corre e tanto pra mim, ensaio, apresentação e aprovação na banca da Khan el Khalili, ufaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
Loucura total!
Enfim, o ensaio temos menos de 1 mês... credo, como o tempo passada rápido!!!
Já estamos no final do ano já, "amanhã será natal" praticamente. =
Apresentação foi ótima, adorei ver minhas alunas, amigas lá! Muitíssimo obrigada pela força meninas! ^^
E a aprovação na Khan el Khalili, fiquei muito feliz e passada, pois é uma coisa que eu almejava há muito tempo, mas isso tudo me fez pensar na minha dança, na minha vida como bailarina e professora, nas pessoas a minha volta, nas minhas alunas, em tudo.... e agora?! O que eu faço? Qual é o meu próximo objetivo? Ou pra mim chega?
Estou numa fase de reflexão da minha vida num todo... qual será meu próximo passo na dança do ventre? Terá o próximo? Quando será? O que eu almejo agora?
Agora é o tudo ou nada, qual caminho seguir?!
Muitas perguntas sem respostas ainda, e não sei quando terá....

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Baladi

Uma amiga me mandou esse vídeo, Serena, e eu simplesmente amei!!! Adoro Baladi, sou suspeita, adoro, é simples mas eu amo!!!
Que quadril gostoso de se assistir, e ameeeeeeeeii como ela joga as luvas... hahahahhahahaha!
E se alguém souber que música é essa, por favor me avisem!!!!





Link para quem não consegue assistir aos vídeos pelo blog: http://www.youtube.com/watch?v=aY6hBS5YNRo

Make up - Maquiagem

"Dança do Ventre ameaçada no Egito"

Vi essa reportagem no orkut, já tem alguns meses, mas como eu só a vi agora outras também podem não ter visto ainda, sobre o rumo da dança do ventre no Egito.

"Dança do Ventre ameaçada no Egito"

A dança do ventre atrai estrangeiras de várias partes do mundo para o Egito, em busca de aulas genuínas e da cultura da dança.

No entanto, segundo especialistas, ela poderia estar morrendo entre as egípcias.

Se a moda da sensual dança pegou entre europeias, americanas, e até chinesas, no Egito, o crescimento da religião e do conservadorismo faz com que dançar em público seja considerado, muitas vezes, um ato desrespeitoso, principalmente se a dança incluir trajes sumários.

"As estrangeiras vêm para o Cairo em busca de professoras famosas. Elas querem vir para a cultura da dança", explica uma professora. Uma vendedora de trajes típicos explica que, hoje, a maioria de suas clientes é de estrangeiras.

Segundo a correspondente da BBC Yolande Knell, no Egito, a dança - que é praticada desde os tempos dos faraós - continua sendo um grande negócio no país, com aulas e trajes.

Mas de acordo com especialistas, ela hoje é praticamente mantida viva pelas estrangeiras.


http://www.bbc.co.uk/portuguese/multimedia/2009/07/090713_dancaventrevale_ba.shtml

Finalmente!!!!

Finalmente eu consegui um tempo e um pc disponível para dar uma atualizada no blog... snif! =(
Muuuiiiitooo tempo parado, e o pessoal perguntando sobre e comentando que adora o blog... obrigada meninas pelo carinho!!!
Desde da última postagem eu estava devendo 3 "dançando em casa", agora faltam 4 "dançando em casa", mais 1 de maquiagem, 1 de opnião, 1 de acontecimentos... bora lá!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Explicação!

Meninas, infelizmente tanto o meu pc quanto o meu netbook estão "murridos", e tenho que ficar divindo pc ou indo em lan house, o que dificulta bastante a atualizaçãoo do blog... snif! =(
Mas já vou resolver esse assunto, e quando tiver pronto eu vou repor esses posts antigos, ok?!
Bjos a todas!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

VÍDEO EXTRA!!!

Sei que não tem nada a ver com dança do ventre, mas estou completamente apaixonada por esse vídeo, graças a minha aluna Manu que se lembrou de mim enquanto assistia ao programa (que eu simplesmente AMOOOOO!!!), é simplesmente PERFEITO!
Assisto 1000 vezes, e me arrepio 1001!!!
Tirem suas próprias conclusões!!!

Elis Pinheiro

Um exemplo de pessoa criativa, braços perfeitos!



Make up - Maquiagem

Clones!!!

É uma coisa que me deixa extremamente passada, a falta de personalidade na dança!
Fico me perguntando por que será que isso acontece tanto? Medo de se jogar? Medo de se entregar na dança? É melhor ser clone? Ou prefere apostar naquilo que já está dando certo financeiramente? Medo de desenvolver um trabalho seu? Medo de acordar a sua bailarina?
Que isso meu Brasil Brasileiro, bora acordar, né?! O que que custa estudar um pouco? Cada um é um ser ÚNICO, ou seja, NÃO EXISTE OUTRO IGUAL... Prefere ser lembrada como a cópia de alguém? Muito obrigada mas eu não quero isso pra mim não, e nem para as minhas meninas!
Sei que existem passos que bailarinas famosas fazem e queremos fazer igual, ok, mas o lance é criar em cima daquela técnica, deixar com a nossa cara, nossa personalidade, e não vejo isso há bastante tempo, somente cópias!
Mesmo um passo simples, como um oito pra baixo ou maia (como também é chamado), pode ser feito 1001 coisinhas em cima dessa única técnica, porque não se arriscar? Lógico, visando sempre a saúde, e se o passo ficou legal, mas se ficou porque não usar o SEU passo de vez o passo da Fulana? Pra quê fazer as caras e bocas de outras bailarinas famosas? Imagine se todo mundo dançasse que nem a Dina, affffffffff... Eu gosto da expressão dela, mas JAMAIS me atrevo a imita-la, porque eu sei que NÃO SOU A DINA e jamais farei coisa do tipo, não existe motivo pra isso. A citei como exemplo, porque ela é a mais famosa e sua expressão é única, como cada bailarina é ÚNICA, não importa aonde esteja São Paulo, Brasília, Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Miami, Las Vegas, Lisboa, Roma, Moscou, Pequim Sidney, e até mesmo nos Cafundós do Judas, a dança é única!!! Porque você vai expressar o que você está sentindo!!!
Gente do Céu, eu vejo mãos, braços, quadril, deslocamentos, leituras, giros, TUDO IGUAL... a dança do ventre está se tornando uma fábrica de clones!!!
Porque se você acha que imitando Fulana que é famosa você será tão famosa quanto ela você está completamente enganada, como dizia uma antiga propaganda de um refrigerante "Seja o que for, seja original!", então entre a cópia e o original LÓGICO que irão preferir o original!!!
Eu vejo também que não é só culpa das professoras que não trabalham a dança de forma individual de suas alunas, mas também da própria aluna que se prende a uma professora somente, os workshops existem pra isso para nos atualizarmos, pra conhecermos novas danças, conhecermos outras técnicas de ensino, outro tipo de leitura, confesso que por exemplo quando eu fazia aula com a minha professora fixa eu nunca entendia o que era o souher, ou soldadinho de chumbo dependendo da região, não saia de maneira alguma, ela me explicou várias formas mas não saia, aí eu fiz um workshop com a Kahina e aprendi, isso mesmo no meio do workshop eu aprendi como fazer o souher, por que? Porque foi uma didática diferente, o qual eu associei melhor. É culpa da professora? NUNCA!!! Mas você entendeu melhor com outra professora, fazer o quê?
Já que quer ser profissional então faça a coisa direito, estude e estudo MUUUIIIITOOO mesmo, desenvolva um trabalho SEU, SUA dança, SUA expressão, SEU corpo, então CRIE!!!
Sei que tem dias que nos sentimos pra baixo, a mosca do cocô do cavalo do bandido, mas é assim mesmo a vida é uma montanha russa, momentos altos e baixos, senão não teria graça, mas pelo amor de Deus, se achar sempre a mosca do cocô do cavalo da bandido não rola e nem tão pouco a rainha da cocada preta, porque aí ninguém aguenta!
Pare pra pensar um pouco em você, na sua dança, o que você pode fazer, vocês vão ver que vão sair coisas maravilhosas!
Mas lógico tudo dentro do bom senso, né meninas?! =)
CRIEM!!!

sábado, 17 de outubro de 2009

Sadie - Novamente

Sadie novamente... ela realmente cresceu, tá certo que não é um vídeo recente, é um vídeo do ano passado mas a dança não precisa de muito tempo pra se modificar e uma pessoa crescer, isso tudo só depende da própria, ou seja, o quanto você se dedica aquilo. A Sadie continua com os joelhos flexionados mas não estão tão tão tão como antes, continua com os passos de impacto e sua dança 101% coreografada, NADA de improviso... mas enfim, tem algumas coisas que podemos aproveitar de seus vídeos, só anulando as pernas dobradas, o resto dá pra se aproveitar.

Dançando em casa

Meninas, vou ficar devendo 2 posts do "Dançando em casa" pra vocês, pois tenho que preparar com muito cuidado o material, não é simplesmente joga-lo aqui pra vocês, e caso vocês tenham sugestões sobre o tema podem me mandar por e-mail, viu?!

Make up - Maquiagem

Post Extra


Oi meninas!
Desculpa, sei que está há 1 semana desatualizado o meu blog (snif!), mas ando numa loucura sem fim!
Aulas e mais aulas, estuda, resolve problemas, corre atrás de roupa, acode aluna, resolve mais problemas, liga pra costureira, banco em greve pra nos "ajudar" mais ainda, affffffff... ninguém merece!
Preciso de um descanso, mas um descanso mesmo físico e mental, esquecer um pouquinho a dança e relaxar, ainda tem que resolver se irá fazer work ou não... ai, é tanta coisa... tem horas que eu queria que o meu dia fosse mais longo, pra eu dormir mais, preparar tudo com calma, não ter que correr que nem uma louca, aí tadinho do meu blog ficou de lado por quase 2 semanas.
Sem contar os ensaios, apresentação que farei logo logo, dieta, tudo... não tô conseguindo me desligar fácil, o que é froids... e é mais do que necessário pra mim, e pra qualquer pessoa.
Mas fiquei tão orgulhosa quando as minhas pupilas dançaram pra mim, estão tão lindaaaaaaas, cada coisa maravilhosa que fizeram, Parabéns xuxus!!!

domingo, 11 de outubro de 2009

Chá - Apresentação


Hoje finalmente dancei depois de muito tempo longe dos palcos e das minhas alunas me pedirem, já que não depende de escalas, muitíssimo obrigada meninas.
Fiquei muito feliz pelas carinhas que eu vi que foram no chá pra me assistir, fiquei também muito feliz da minha filhota dançando e das minha filhotas adotivas também, porque sei que de uma maneira ou outra as ajudei a crescer, agradeço pela homenagem que me fizeram tanto hoje quanto no chá do dia 26 por uma outra filhota, e realmente essa passinho já tá virando marca oficial.
É muito gostoso a sensação de estar no palco, fazê-las feliz nem que seja por poucos minutos, vocês não tem idéia do quanto isso me faz feliz, esse carinho de vocês enquanto estou dançando e quando saio do palco, adoro!
Muitíssimo obrigada pelo carinho de vocês!!!
Beijos a todas, e tenham uma semana abençoada!

Lucy


Confesso que não é uma das minhas bailarinas preferidas, e nunca consegui estuda-la pra valer, mas achei legal esse vídeo dela, relativamente recente, os braços dela são maravilhosos, uma dança suave e gostosa de se assistir.
Não posso colocar o vídeo aqui, não é autorizado, mas colocarei o link pra vocês curtirem do mesmo jeito.

http://www.youtube.com/watch?v=Ge5yRJ00iZc

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Dançando em casa - Sinuosos

Uma aulinha da Lulu sobre sinuosos...

Sampa

Então, como muitas sabem acabei de voltar de São Paulo aonde fui fazer um curso com o Gamal Seif, e foi simplesmente P-E-R-F-E-I-T-A a aula dele, como ele abriu os meus olhos e me fez enxergar a dança por outro lado, abrindo um leque enorme de possibilidades durante a minha dança. Coisas que eu via em dvds e vcds mas não conseguia entender como funcionava, maneiras maravilhosas e divertidíssimas de estudar, e como aplicar também nas minhas aulas pra melhoras a técnica de minha alunas... então meninas, se preparem!!!
Também fiz aula com uma professora maravilhosa, quanta coisa boa aprendi com ela, quantas dicas importantes e chocantes ela me deu, e que com certeza vão mudar a maneira de como eu enxergo a minha dança, parar pra pensar em como a Dúnia dança e quantas podas me foram feitas, podas desnecessárias, mas o porquê dessas podas, não sei... ficarão no ar.
E como uma simples conversa com uma amiga, que pareceu mais uma conversa de irmã mais velha pra uma mais nova, pode te ajudar... nossa! Essa conversa realmente me fez parar pra pensar no que eu realmente quero pra minha dança, pra minha vida... brigadão flor!!!!
Quanto as danças que eu vi por Sampa, realmente encantadoras e muitas coisas legais a serem estudadas, dessa vez eu vi pouca dança comparando as outras 2 vezes que eu fui, mas eu vi muita coisa legal também, dessa vez fui mais focada nessas duas aulas, com o Gamal Seif e nessa aula particular.
Espero que na próxima oportunidade dê para fazer mais aulas na shangrila, cursos, e assistir muita dança na Khan el Khalili. E agradeço de coração a hospitalidade e o carinho das minhas amigas de Sampa, vocês são maravilhosas e amo vocês!
E vamo que vamo, firme e forte e que Deus me ajude!!! \o/

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Mahmoud Reda

É um senhor coreográfo, realmente ele fez a grande diferença na dança do ventre, a elegância, a postura, braços, giros, meia ponta, etc. Mas suas seqüências não tem muitos trabalhos de quadril, é de fato mais voltado pro balé, e devemos colocar mais trabalhos de quadril, não que não sejam boas o suficiente pra dançarmos como ele as fez, muito pelo contrário lógico que podemos, mas também podemos colocar mais quadril, pra não perder a essência da dança, ou seja, quadril.
Essa é uma seqüencia de saiid, folclore egípcio que eu simplesmente adoro! E achei lindíssima essa seqüencia aonde Nesrin e Inas dançam, bailarinas do Reda Troupe.


Make up - Maquiagem

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Pra Mulherada...

Dançando em casa - Oitos na vertical

Tenho visto, durante as minhas aulas e aula as quais eu sou estudante, que muitas meninas os tem feito de maneira incorreta, com uma torção, seja pra frente ou pra trás, isso acaba prejudicando as evoluções futuras, pois a base está incorreta.
Temos que pensar como essa linha lateral como uma linha reta, um símbolo do infinito perfeito e não em 3D, então uma dica que eu dou é imaginar 2 paredes de vidro e você só pode sair do meio delas fazendo ou o oito pra cima (egípcio) ou o oito pra baixo (maia).
Outra dica, se na sua casa o piso for de azulejo, aproveite a linha entre um quadradinho e outro e tente desenhar com o quadril uma linha paralela a linha do piso, ambas as dicas funcionam horrores.
Pra saber se vocês estão fazendo torto ou não, abrace o quadril de vocês ou peça a uma amiga, namorado, marido, e veja se um lado do quadril encostar no braço da pessoa e se sim, você está fazendo torto.
Outra coisinha a respeito dos oitos na vertical, cuidado com os pés... também vejo muita gente os entortando os pés, sendo que acontece uma transferência de peso no peito do pé.
Espero que essas dicas as tenha ajudado de alguma maneira!

=)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Animação

Nesse último sábado fui a um chá árabe, pelo Zahra Studio, que eu amei e cheguei a me arrepiar horrores com algumas amigas dançando, e faz muito tempo que eu não me sentia assim, mesmo não tendo dançando (fiquei somente como cameramgirl... hahahaha) eu sai realizada de lá.
Sim, é sério eu sai muito realizada!!!
Você no mínimo deve tá se perguntando "Como uma pessoa pode sair realizada de um show sem ter dançado?"
Simples, saí realizada principalmente por ter visto minha aluna ARRASANDO no chá, foi linda... siiiiiiiiim, é uma coisa meio mãe coruja, mas ela é minha aluna há 1 ano e tenho que confirmar sim, ela foi divina, amei!!!
Sai realizada também por ver amigas minhas brilhando horrores, que nos fez viajar só com uma pose e um olhar, me fez arrepiar tua dança, paixão!!!
Teve uma coisa engraçadíssima, duas amigas minhas, sem saber uma da dança da outra, fizeram o mesmo movimento (que não é comum), no mesmo lugar, do mesmo jeito, a mesma cara... hauhauahuahuahauhauahuahaua!
Eu ri muito com as duas!!!
Vi um pouco de dança de bailarina de fora, a Elis Pinheiro, LINDAAAAAAAAAAAA, amei sua dança... foi simplesmente perfeita... e isso tudo me animou a estudar, procurar coisas novas, diferentes, dar uma turbinada na minha dança.
Sai de lá com um gostinho de quero mais, coisa que eu não sentia havia muito tempo.
Adorei!!!

domingo, 27 de setembro de 2009

Post extra - Vídeo da Lulu

Kahina

Confesso que não sou de assistir muito seus vídeos ultimamente, já fiz alguns workshops com ela e já tive uma época, há uns 4 anos atrás, era mega fã da Kahina. Enfim, ela me surpreendeu nesse vídeo gostei muito alguns movimentos legais para serem estudados, alguns charminhos e pernas altas.

Maquiagem - Make up

Oi meninas!
Sei que eu andei afastada do blog nesses últimos dias, mas ando a mil!!!
Enfim, hoje eu vou postar uma maquiagem um pouquinho diferente, é ótima pro dia-a-dia e também pra darmos aula, já que várias alunas gostam de nos ver um pouquinho produzidas e principalmente pra quando estamos sem tempo, é uma maquiagem rápida e prática.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Souher Zaki

Conheço muita gente que não gosta de sua dança, eu acho uma fofa e que quadril é aquele?!
Prefiro os vídeos dela quando ela era novinha, ela é considerada a ÚNICA bailarina com a leitura perfeita, ou seja, ela não perde uma marcação da música, ela NUNCA levantou a voz pra ninguém da orquestra dela, e também não deu ataque de estrelismo (muito comum, até mesmo entre alunas!).
Nesse vídeo podemos ver o quadril e as pernas com perfeição, o trabalho de ísquio e cox super bem marcado, sem contar o suheir nas suas 1001 maneiras de fazê-lo.
Não posso anexar o vídeo aqui, MELECA, mas deixo o link pra vocês acessarem.

http://www.youtube.com/watch?v=AbWs8F2nVjQ

CUIDADO!

Estava lendo o blog da Luana Mello quando eu vi o post "Parto Prematuro", que é comentando sobre uma pessoa que com SÓ 7 meses de dança já estava dando aula.
Eu comentei algo parecido com isso me referindo as "profissionais da dança" que se intitulam professoras e bailarinas e acabam por estragar o corpo das alunas, como eu citei o caso de 2 alunas minhas que estão com problemas de saúde por conta disso, hoje sofrem com dores nas articulações por conta dessas professoras prematuras.
Gente, tenham muito cuidado tanto quem está contratando essa "profissional" quanto quem vai fazer aula com a dita cuja, não acredito que alguém queira sentir dores, e que ninguém seja processado.
Isso é muito sério e existem muitas dessas "profissionais", caramba passamos meses pra aprender uma técnica, pra entender como funciona, pra saber a dinâmica disso, e alguém só porque tem talento pra coisa já é empurrado pra ser professora?!
Assim como as outras danças não é uma coisa que aprendemos do dia pra noite, não só dança mais na vida de modo geral, podemos ter mais facilidades pra uma coisa mas pra outra não, você tem que entender como funciona no teu corpo, pra tirar como BASE pra você trabalhar no corpo alheio.
Então pra que perder tempo fazendo workshops? Pra que fazer curso profissionalizante? Pra que estudar que nem uma louca?
Se querem transformar a dança do ventre em algo de respeito, de ética pra ser levado a sério como um balé no mundo da dança, e como uma outra profissão qualquer no mercado de trabalho, então vamos tomar consciência que existe aos montes essas "profissionais" e tentar acabar com isso o quanto antes, porque do mesmo jeito que não teve ética o suficiente pra ver que só esse tempo de dança não te dá base pra ser professora, imaginem então o que rola em uma apresentação, no mínimo uma baixariazinha básica!
Tomem muito cuidado!!!

sábado, 19 de setembro de 2009

POST EXTRA - POST EXTRA - POST EXTRA

Hoje eu estava comentando com umas alunas sobre fusões, e comentei sobre um Tango X Dança do ventre que é simplesmente perfeito, mas muita das meninas não conhecem o vídeo então vou posta-lo pra vocês, é o melhor vídeo de dança do ventre com tango que existe!!!

Bailarinas: Polímnia Garro, Elis Pinheiro e Danny Negri.

Polímnia Garro

Hoje eu vou variar um pouco, falar sobre uma bailarina que não escuto falar muito nos locais aonde eu tenho freqüentado mas que eu adoro de paixão!
Polímnia Garro!
É uma bailarina da Khan el Khalili, selecionada em 2001, tem a base libanesa, fez aulas com Brigitte Bacha em Minas Gerais.
Vocês podem, e provavelmente vão, estranhar a dança dela no começo, mas eu acho mega charmosa, carismática, dá pra ver o quanto ela se diverte dançando, o quanto ela tá ali junto com o povo vibrando, é uma dança mais forte, despojada, com várias jogadas de cabelo (haja pescoço pra isso!!!). É uma aula apaixonante, que te faz querer ficar até o último segundo e sempre com gostinho de quero mais, uma professora que não tem medo de compartilhar as informações, que te ajuda até você fazer o passo, adoro!!!
Então, na minha humilde opnião e o blog é MEU, falo o que eu quero sem agredir a ninguém ( =D ), é uma dança com muito charmes, momentos tchans, que nos prendem, adoro a expressão dela de moleca, vemos que ela está de divertindo, e um quadril divino... Poli é tudo de bom!


Maquiagem - Make up

Uma maquiagem diferente, colorida que eu simplesmente adorei de paixão!!!
Linda!!!
Curtam... =)

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Dançando em casa - Alongamento

Sei que atrasei um pouco a série, mas ando num corre-corre horroroso!
Enfim, hoje vou falar sobre alongamentos. É algo essencial, que deve ser feito a risca pra não ter qualquer tipo de lesão e tensão muscular, e vejo muitas (mas muitas alunas mesmo!!!) que fazem o "alongamento meia boca" porque dói, então não alongam as pernas, não encaixam o quadril, não faz direito e depois está com dores e a culpa é da professora! Não mesmo!!! ¬¬'
Ninguém é bebê, criancinha de colo pra gente ter que estar carregando, me poupe, né?!
Quando a gente fala "alonga, estica essas pernas, tenta pegar no teto, tenta pegar no espelho", escutamos "ah não professora, dói... não vou fazer não!"
Aí eu sou terrorista mesmo, quase um Osama Bin Laden, tá bom se você tiver uma lesão muscular e ficar travada morrendo de dor por dias, o problema é teu, lembre-se bem do que você me disse!
A aluna está assumindo o risco de se machucar, e depois tá no hospital na fila da ortopedia.
Efeitos do alongamento:
- Redução de tensões musculares;
- Relaxamento;
- Benefício para a coordenação, pois os movimentos se tornam mais soltos e fáceis;
- Aumento do arco de maleabilidade;
- Prevenção de lesões;
- Facilita atividades de desgasta , como por exemplo, corrida, natação, tênis, ciclismo, etc;
- Desenvolve a consciência corporal, a medida que a pessoa focaliza a parte do corpo que está sendo alongada;
- Ativa a circulação;
- Ajuda no aquecimento, à medida que eleva a temperatura do corpo;
- Ajuda a liberar movimentos bloqueados por tensões emocionais.

Então, é essencial que você mantenha a postura correta, ou seja, coluna alongada, costelas fechadas, quadril encaixado, não contraia qualquer músculo porque irá doer do mesmo jeito e nunca irá alongar, e respire normalmente, enfim RELAXE!
Depois irei disponibilizar alguns vídeos de alongamentos ou escreverei alguns exercícios aqui, ainda estou a caça... hahahahaha!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Bailarinas Libanesas

Afinal de contas, quando alguém diz "Fulana é libanesa!", o que será que quis dizer com isso? Que a dança é forte? Que fulana dança torta? Fulana é simpática? Fulana tem carisma? Fulana dança com roupas "ousadas"? Fulana dança com sapatos? O que é realmente ser uma bailarina libanesa?
Me perguntei isso por muito tempo, já fui chamada de bailarina libanesa mesmo sendo que eu NUNCA estudei, tinha pré conceitos com relação a elas me recusava a assisti-las depois que eu escutei que bailarina libanesa é feia, é torta, mesmo que a primeira bailarina que eu tenha visto através de dvd tenha sido uma libanesa, Maya Abi Saad, e me apaixonei pela sua dança impactante e envolvente, e me lembro bem que quando eu descobri que ela era libanesa quase enfartei... hahahahahhahahaa!
Eu não queria acreditar que ela era libanesa, foi uma guerra dentro de mim, um lado era completamente fã dela e o outro tinha asco porque tinha escutado de várias pessoas que ser libanesa era quase um pecado.
Assisti a alguns vídeos de bailarinas libanesas antes de escrever esse post, pra poder mostrar vocês algumas bailarinas libanesas e terem idéia do que eu vou falar.
Então vamos falar das libanesas por partes...
Eu acho as libanesas mais carismáticas do que as outras bailarinas, do que as egípcias, as turcas, as americanas, as brasileiras, não é desmerecendo a expressão de ninguém, temos bailarinas com expressões realmente impressionantes de nos fazer arrepiar, chorar, viajar na dança dela, mas quando elas dançam elas mostram realmente que gostam daquilo, gostam de dançar, de estar ali.
O dançar com salto e/ou com roupas ousadas não corresponde somente as libanesas, mas o mundo árabe de modo geral (já comentei sobre isso em um post sobre a Dina), é uma questão de "modernização", nós não usamos roupas das nossas avós, né?! Então é a mesma coisa pra elas na dança do ventre.
Aí entramos em um campo minado, "a libanesa tem dança forte" então se for assim a Randa Kamel e a Fifi Abdou são libanesas e não fomos informadas porque nenhuma das duas são poço de suavidade, como o pessoal da excursão pro Egito diz que quando ela dança (a Randa dança em um barco no Rio Nilo) parece que ela vai furar o chão de tanta força que essa mulher tem nas pernas, a Fifi Abdou é a mesma coisa como vocês podem ver na dança dela, uma outra bailarina egípcia que eu acho que tem uma dança marcante é a Dandash, podemos ver a musculatura tanto dela quanto da Randa Kamel saltando de tanta contração muscular, enfim eu não concordo que ter uma dança forte significa ser libanesa, não porque eu tenho uma dança assim, mas porque temos exemplo de bailarinas egípcias com danças fortes e a galera vai ao delírio com elas. A Randa é terra, é força, domínio da musculatura, é bailarina da música clássica mas não é delicada, a Fifi já é povão, terra também, um jeito mais desbocado de ser... AMO AS DUAS DE PAIXÃO! E ambas possuem um quadril forte, marcado, preciso.
Sobre dançar torta, temos alguns (poucos) exemplos de bailarinas que não tem lá essa postura, mas nada comparado as das libanesas... em alguns passos parecem que elas vão deitar, não me perguntem o por quê disso pois não sei explicar.
EU, DÚNIA, acredito que o ser libanesa é o não ter a técnica muito apurada quanto a egípcia, essa preocupação com a técnica que a egípcia tem, em compensação a libanesa é muito mais criativa nas suas danças, a libanesa ousa mais e sem medo de ser feliz. Então vale a pena estuda-las, mas a partir de um certo conhecimento técnico para que você não cometa os mesmo erros de postura, pernas abertas, etc e por isso também que EU, DÚNIA, não aconselho aluna que não esteja no mínimo com 1 ano e meio de intermediário a estuda-las, pois aí sim eu acredito que você já saiba filtrar o que elas tem de bom a nos oferecer.
Uma vez conversando com uma bailarina famosíssima, não vou citar nomes pois ela é minha amiga pessoal fora dessa vida de bailarecas, ela me contou que tinha o mesmo pré conceito com relação as libanesas, que o quê eu escutei sobre as libanesas ela também escutou mas ela estava se sentindo estacionada na dança dela, estava precisando de algo novo e o público já estava percebendo isso também, foi quando ela resolveu ir contra a maré e estudou as libanesas, foi quando também a dança dela deu uma guinada total, e voltou a fazer diferença.
E realmente, elas tem coisas maravilhosas a nos oferecer, e também tem bailarinas divinas como é o caso da Amani, ela é muito mais delicada do que a Randa Kamel, e a Amani é a libanesa... hahahahahahaha...
Vou colocar aqui um vídeo das egípcias Randa Kamel e Fifi Abdou, e das libanesas Amani, Maya Abi Saad, Amar Kamel e Dina Jamal, pra vocês tirarem suas próprias conclusões a respeito de ser UMA BAILARINA LIBANESA!


EGÍPCIAS
RANDA KAMEL



FIFI ABDOU




LIBANESAS
MAYA ABI SAAD



DINA JAMAL



AMAR KAMEL



AMANI

domingo, 13 de setembro de 2009

Elis Pinheiro

Esse vídeo eu vi por conta da minha amiga Lu Hassany que está atrás da música que a Elis Pinheiro dança nesse vídeo. Enfim, assisti e me apaixonei!
Os braços da Elis são fora de série, lindos, perfeitos, diferentes, e é a marca dela, a leitura da música está perfeita, é uma dança que dá gosto de assistir, não tem como pausar ou aquele tipo de dança que só assistimos aos primeiros 30 segundos.
Os redondos dela também são maravilhosos, as marcações... Perfeita a dança!
Confiram!!! =)


Make up - Maquiagem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...